Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 167 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 167 (October 2018)
VL06
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.358
Open Access
ASPECTOS TÉCNICOS E REFERÊNCIAS ANATÔMICAS NA EXCISÃO TOTAL DO MESORRETO POR VIA ROBÓTICA
Visits
197
Renato Gomes Campanatia,b, Lívia Cardoso Reisa,b, Bernardo Hanana,b, Kelly Cristine de Lacerda Rodrigues Buzattia,b, Sergio Eduardo Alonso Araújoa,b, Rodrigo Gomes da Silvaa,b
a Hospital das Clínicas, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil
b Rede Mater Dei de Saúde ‐ Mater Dei Contorno, Belo Horizonte, MG, Brasil
This item has received
197
Visits

Under a Creative Commons license
Article information
Full Text

Introdução: A cirurgia robótica vem ao encontro das proposições atuais da cirurgia, em que se busca realizar procedimentos com reduzido trauma operatório e a rápida recuperação do paciente. Tida como forma de evolução da cirurgia minimamente invasiva, tem como finalidade aumentar a capacidade operatória de realizar determinados movimentos cirúrgicos, permitindo maior precisão e destreza cirúrgica. As vantagens da cirurgia robótica são várias: realização de procedimentos de alta complexidade de modo mais simples, redução no trauma orgânico e tecidual, com diminuição da morbidade e do tempo de recuperação e maior facilidade na execução de determinados procedimentos cirúrgicos. A excisão total do mesorreto consiste na ressecção completa do tecido visceral mesorretal até o nível dos músculos elevadores do ânus. Desde a sua introdução, as taxas de sobrevida e de recidiva pélvica em pacientes submetidos à cirurgia de câncer de reto apresentaram melhora substancial, tornando esse o tratamento gold standardde pacientes com tumores localizados nos terços inferior e médio do reto. O presente caso visa demonstrar os aspectos técnicos e referências anatômicas na excisão total do mesorreto por via robótica.

Descrição do caso: Paciente, sexo masculino, com diagnóstico de adenocarcinoma de reto médio, submetido a quimioterapia e radioterapia neoadjuvantes seguido de ressecção anterior do reto com excisão total do mesorreto robótica com a utilização da plataforma XI.

Discussão: No contexto do manejo minimamente invasivo do câncer de reto, são considerados pontos críticos a preservação esfincteriana, a morbidade cirúrgica, a radicalidade de ressecção e as taxas de recorrência local e de sobrevida acumulada. A literatura demonstra que resultados equivalentes e ate mesmo superiores as técnicas aberta e laparoscópica quanto à morbimortalidade, radicalidade cirúrgica, preservação esfincteriana e desfechos oncológicos a curto prazo. A eficácia da preservação autonômica durante a operação de proctectomia pode estar otimizada com o emprego do robô.

Conclusão: A excisão total do mesorreto por técnica robótica em pacientes com adenocarcinoma de reto extraperitoneal é uma cirurgia exequível e segura. A utilização da plataforma robótica minimiza as principais dificuldades técnicas da cirurgia videolaparoscópica para o câncer de reto. Ainda faltam estudos prospectivos e controlados para a análise de resultados a longo prazo.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools
en pt
Cookies policy Política de cookies
To improve our services and products, we use "cookies" (own or third parties authorized) to show advertising related to client preferences through the analyses of navigation customer behavior. Continuing navigation will be considered as acceptance of this use. You can change the settings or obtain more information by clicking here. Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada às suas preferências, analisando seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Você pode alterar a configuração ou obter mais informações aqui.