Journal of Coloproctology Journal of Coloproctology
J Coloproctol. (Rio J.) 2018;38:73-6 - Vol. 38 Num.1 DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.419
Technical Note
A novel four quadrant laser sphincterotomy for idiopathic severe anal stenosis
Nova esfincterotomia a laser nos quatro quadrantes para estenose anal idiopática grave
Ashwin Porwal, , Paresh Gandhi, Deepak Kulkarni
Healing Hands Clinic, Pune, India
Received 09 July 2017, Accepted 03 September 2017
Abstract

Anal stricture or stenosis, though uncommon, is disabling condition. It affects the quality of life due to pain, bleeding and difficulty in defecation, incontinence or increased frequency. It occurs when the normally pliable anoderm is replaced with fibrotic connective tissue, leading to an abnormally tight and inelastic anal canal. Mostly it occurs secondary to trauma, iatrogeny, inflammatory diseases, radiation or neoplasia. The treatment of anal stricture is generally considered to be difficult and various methods of treatment have been suggested. It is often unresponsive to conservative medical management. The surgical procedures such as dilatations and anoplasty are associated with significant complications which make it a difficult treatment challenge. Several good treatment options are available currently. Through this case, we report and explore a new medical treatment for anal strictures with four quadrant laser sphincterotomy.

Resumo

A estritura ou estenose anal, embora incomum, é problema incapacitante. Essa condição afeta a qualidade de vida por causa da dor, do sangramento e da dificuldade de defecação, de incontinência ou aumento da frequência. A estenose anal ocorre quando o anoderma, normalmente flexível, foi substituído por tecido conjuntivo fibrótico, e o resultado é um canal anal anormalmente estenosado e inelástico. Na maioria dos casos, a estenose anal ocorre secundariamente a trauma, por causa iatrogênica, por doença inflamatória, radiação ou neoplasia. Em geral, se considera que o tratamento dessa condição é tarefa difícil, tendo sido sugeridos diversos métodos de tratamento. Com frequência a estenose anal não responde ao tratamento clínico conservador. Procedimentos cirúrgicos como as dilatações ou a anoplastia estão associados a complicações significativas, implicando difícil desafio terapêutico. Atualmente, o cirurgião conta com várias opções terapêuticas satisfatórias. No presente caso, relatamos e exploramos um novo tratamento clínico para estenoses anais, por meio da esfincterotomia a laser nos quatro quadrantes.

Keywords
Anal stenosis, Anoderm, Laser sphincterotomy, Anal stricture, Anal canal surgery
Palavras-chave
Estenose anal, Anoderma, Esfincterotomia a laser, Estritura anal, Cirurgia de canal anal
J Coloproctol. (Rio J.) 2018;38:73-6 - Vol. 38 Num.1 DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.419