Journal of Coloproctology Journal of Coloproctology
J Coloproctol. (Rio J.) 2014;34:19-28 - Vol. 34 Num.1 DOI: 10.1016/j.jcol.2013.11.001
Original article
Laparoscopic treatment of acquired megacolon
Tratamento laparoscópico do megacolo adquirido
Oliveira LHa, Banci SOa, Kagohara Oa, Simões Neto Ja,b, Reis Junior JAa,b, Reis Neto JAa,,
a Sociedade Brasileira de Coloproctologia, Rio de Janeiro, RJ, Brazil
b Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), Campinas, SP, Brazil
Received 21 September 2013, Accepted 25 November 2013
Abstract

In spite of the large experience acquired in the last 50 years with the surgical treatment of the Chagasic megacolon, the use of colorectal video laparoscopic surgery brought some controversy in several aspects of the treatment that already had been considered as re- solved. One of the basic aspects to the establishment of the colorectal video laparoscopic surgery is to maintain the same procedure of the conventional surgery, since the results obtained in this operation were considered as curative. Constipation is only a symptom of a multisymptomatic disease, and the surgical treatment of acquired megacolon must be considered as definitive in the cure of this symptom; recurrence of the constipation or dilatation after a short period of time must be considered deleterious to the patient. Based in 41 years of experience with the Duhamel procedure in the treatment of 912 patients with acquired megacolon, the authors propose to apply the same technique in the surgical laparoscopic approach of acquired megacolon, including the same colon-recto-anal anas- tomosis. The results obtained in 56 patients operated on by laparoscopic approach showed the same curative results, but with lower morbidity.

Resumo

Apesar da vasta experiência adquirida nos últimos 50 anos com o tratamento cirúrgico do megacolo adquirido, a introdução da cirurgia laparoscópica voltou a trazer controvérsia para alguns pontos anteriormente considerados como esclarecidos. Uma das regras básicas para a introdução da videolaparoscopia no tratamento das enfermidades colorretais tem sido a de se manter a técnica original utilizada em cirurgias pela via convencional, desde que os resultados observados na mesma conduzam à cura dos sintomas ou da enfermidade causal. Em especial, no referente ao tratamento cirúrgico do megacolo adquirido a proposta de um tratamento cirúrgico deve ter em mente que diferentemente do que ocorre com a cirurgia para tratamento de outras enfermidades, benignas ou malignas, neste caso não se almeja o tratamento causal da enfermidade, mas essencialmente a cura da manifestação de um de seus sintomas. É, pois, realmente importante que se considere um tratamento que não venha a resultar em bons resultados por apenas um curto espaço de tempo, mas que possibilite ao paciente livrar-se definitivamente de um sintoma, visto que é possível que em curto espaço de tempo ele venha a necessitar tratar outra manifestação sintoma- tológica (cardíaca ou esofágica) da enfermidade causal. Baseados na experiência adquirida nos últimos 50 anos (912 pacientes) com a técnica de Duhamel, em que o ponto importante é a realização de uma ampla anastomose da parede anterior do cólon abaixado à parede posterior (mucosa) do reto, ao mesmo tempo em que se anastomosa a parede posterior do cólon abaixado ao canal anal, são analisados os resultados obtidos com esta mesma técnica realizada por laparoscopia. Esta mesma incisão no canal anal serve para a retirada do seg- mento cólico ressecado, sem necessidade de laparotomia auxiliar. Os resultados observa- dos em 56 pacientes quanto à cura da obstipação são similares aos registrados na cirurgia convencional, porém com um menor índice de morbidade, seja intra ou pós-operatória.

Keywords
Obstipation Constipation Acquired megacolon Laparoscopy Duhamel surgery Mechanic colon-recto-anal anastomosis
Palavras-chave
Obstipação Constipação Megacolo adquirido Laparoscopia Cirurgia de Duhamel Anastomose cólon-reto-anal mecânica
J Coloproctol. (Rio J.) 2014;34:19-28 - Vol. 34 Num.1 DOI: 10.1016/j.jcol.2013.11.001