Compartilhar
Informação da revista
Vol. 37. Núm. S1.
Páginas 96-97 (Outubro 2017)
Compartilhar
Compartilhar
Baixar PDF
Mais opções do artigo
Vol. 37. Núm. S1.
Páginas 96-97 (Outubro 2017)
P‐054
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.055
Open Access
RABDOMIOSSARCOMA FUSOCELULAR ASSOCIADO A ACTINOMICOSE EM CÓLON DIREITO: RELATO DE CASO
Visitas
331
Thais Andreotti, Joao Gomes Netinho, Camilla Magalhães, Miguel Franciscatto, Tamara Durce Mendes, Danilo Munhoz, Gustavo Lisboa Braga
Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp), São José do Rio Preto, SP, Brasil
Este item recebeu
331
Visitas

Under a Creative Commons license
Informação do artigo
Texto Completo
Baixar PDF
Estatísticas
Texto Completo

Introdução: A ocorrência tanto de sarcomas colorretais quanto de actinomicose intestinal é rara. A associação dessas duas patologias, apesar de muito infrequente, ocorre por provável lesão da mucosa intestinal a partir da neoplasia, viabiliza assim a infecção pela micobactéria. Apesar de sua baixa frequência, o diagnóstico pode ser firmado através de exame clínico e auxílio de exames complementares, como a colonoscopia e a tomografia computadorizada, e também com o estudo adequado das biópsias e peças cirúrgicas pela patologia, proporciona ao paciente o melhor tratamento clínico e cirúrgico, é possível a cura da doença sem sequelas. A actinomicose intestinal é uma infecção incomum granulomatosa, supurativa e crônica. É causada por uma micobactéria gram‐positiva anaeróbia (normalmente o Actinomuces israelli), de baixa virulência, incapaz de penetrar em uma mucosa íntegra, são necessárias uma solução de continuidade e a presença de tecidos desvitalizados para viabilizar a lesão tecidual. Os sarcomas colorretais são também infrequentes. O leiomiossarcoma, o fibrossarcoma, o histiocitoma fibroso maligno e o sarcoma de Kaposi são os mais comuns nessa região. Podem evoluir com necrose tecidual predispondo a infecção local pela micobactéria.

Relato de caso: Paciente com quadro de dor abdominal, emagrecimento, constipação e sangramento nas fezes. Apresentava massa em cólon direito à tomografia de abdome. Submetido a uma colonoscopia, mostrou‐se uma lesão vegetante, lobulada, endurecida, acometia cerca de 80% da luz e 30% da circunferência, a partir do ângulo hepático até o ceco. Foram feitas biópsias e enviadas à patologia, evidenciaram colite crônica acentuada e ulcerada com filamentos sugestivos de grãos de Actinomuces. Feita colectomia direita, foi identificada na peça rabdomiossarcoma com margens livres, sem acometimento linfonodal.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Receba a nossa Newsletter

Opções de artigo
Ferramentas
en pt
Cookies policy Política de cookies
To improve our services and products, we use "cookies" (own or third parties authorized) to show advertising related to client preferences through the analyses of navigation customer behavior. Continuing navigation will be considered as acceptance of this use. You can change the settings or obtain more information by clicking here. Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada às suas preferências, analisando seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Você pode alterar a configuração ou obter mais informações aqui.