Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 38 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 38 (November 2019)
328
Open Access
Achado incomum da mucosa cólica ‐ um caso de pseudolipomatose retal
Visits
...
T.Bd.M. Santosa, A.L.G. Dominguesb, D.S. Aurélioa, L.Ad.S. Costac, M. Padovanid, C.E.G. Bonassae, Dd.C. da Silvaa, C.A.R. Martineza
a Universidade São Francisco (USF), São Paulo, SP, Brasil
b Universidade São Francisco (USF), São José do Rio Preto, SP, Brasil
c Universidade São Francisco (USF), Ubatuba, SP, Brasil
d Universidade São Francisco (USF), Americana, SP, Brasil
e Universidade São Francisco (USF), Bragança Paulista, SP, Brasil
Article information
Full Text

Área Métodos complementares diagnóstico e terapêutica

Categoria Relatos de caso

Forma de Apresentação Pôster

Objetivo(s) A pseudolipomatose colônica (PLC) é um achado incidental, raramente descrito, benigno, autolimitado e assintomático. Com incidência estimada em 0,02% a 0,3%, sem preferência entre sexo, acomete mais o cólon esquerdo e o transverso em pacientes entre a sexta e a sétima década de vida. O objetivo do presente relato é apresentar um caso de pseudolipomatose retal confirmada por estudo imuno‐histoquímico.

Descrição do casoC.C.R.H.B., sexo feminino, 74 anos, antecedente pessoal de megacólon chagásico e sigmoidectomia com anastomose colorretal há 31 anos, procura o serviço de coloproctologia do Hospital Universitário São Francisco com queixa de constipação intestinal há 10 dias acompanhada de dor em andar inferior do abdome, distensão abdominal, náuseas e vômitos. Ao exame físico, abdome plano e flácido, com presença de RHA, indolor a palpação superficial e profunda, com tumoração móvel e indolor palpável em FIE. Ao exame coloproctológico: esfíncter hipotônico e anuscopia com mamilo hemorroidário em parede lateral esquerda e presença de muco, sem demais alterações. Foi submetida a colonoscopia no mesmo serviço que revelou lesão linear, plana de aspecto granular “em placas” aglomeradas com área de mucosa normal de permeio, coloração vinhosa esbranquiçada e aspecto serpenginoso que acomete desde a primeira válvula até além da linha de anastomose a cerca de 8cm da borda anal. Presença de fecaloma a 30cm da borda anal.

Discussão e Conclusão(ões) A PLC tem etiologia controversa, no entanto, acredita‐se que as lesões são ocasionadas por barotrauma, incluindo a penetração intramucosa de ar por lesão mecânica durante a insuflação. Macroscopicamente, caracteriza‐ se como placas brancas ou amareladas, planas ou levemente elevadas descritas como “White Snow Sing”. As biópsias dos fragmentos mostram mucosa com vacúolos opticamente vazios na lâmina própria, sem revestimento epitelial, semelhantes morfologicamente a adipócitos, mas sem conteúdo lipídico baseado na histoquímica. O diagnóstico diferencial inclui pneumatose intestinal e linfangioma colônico. O tratamento é conservador, visto que as lesões regridem espontaneamente em semanas. Conclusão: A PLC, apesar de rara, pode ser encontrada durante colonoscopias o que pode gerar preocupação ao endoscopista que a desconhece.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools