Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 43-44 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 43-44 (November 2019)
846
Open Access
Adenocarcinoma de cólon em paciente jovem na amazônia: relato de caso
Visits
...
F.V. Chiong Neto, L.G. Freire, F.P. Mano
Hospital Militar de Área de Manaus, Manaus, AM, Brasil
Article information
Full Text

Área Doenças malignas e pré‐malignas dos cólons, reto e ânus

Categoria Relatos de caso

Forma de Apresentação Pôster

Objetivo(s) O câncer colorretal é a terceira causa mais comum de morte por câncer no Brasil, apresentando maior incidência entre 50‐70 anos. Quando em seu estágio inicial, não apresenta sintomas ou apresenta sintomas inespecíficos, que dificilmente são associados ao diagnóstico desta doença. O diagnóstico precoce está associado a grandes chances de cura, com a diminuição da taxa de mortalidade. No entanto, identificar os fatores de risco, realizar o diagnóstico e o tratamento precoce em regiões remotas, como a Amazônia, se torna um grande desafio. Este trabalho procura reforçar a importância do rastreio do câncer colorretal, especialmente em áreas distantes dos grandes centros de saúde do país.

Descrição do caso Descrevemos o caso de um paciente de 31 anos, pardo, do sexo masculino, oriundo do interior do estado do Amazonas, atendido inicialmente pela equipe de Cirurgia do Hospital Militar de Área de Manaus em setembro de 2015. O mesmo veio encaminhado ao hospital com relato de anorexia, alteração do hábito intestinal, e dor abdominal difusa no período de um mês. Pouco tempo após a internação, evoluiu com quadro de obstrução intestinal total, sendo necessária abordagem cirúrgica de urgência, durante a qual identificou‐se lesão obstrutiva de cólon no ângulo hepático. Realizou‐se o diagnóstico, estadiamento e o tratamento necessário durante o período em que esteve internado, evoluindo desde então, nos anos que se seguiram, com períodos de melhora dos sintomas e complicações, que necessitaram de novas abordagens.

Discussão e Conclusão(ões) O caso chama a atenção, primeiramente, por sua escassa quantidade de fatores de risco. Paciente jovem, previamente hígido, sem comorbidades, sem história familiar de câncer colorretal, apresentando apenas o etilismo entre os principais fatores descritos. O quadro principal era de obstrução intestinal parcial, não apresentava massa palpável, quadro consumptivo ou história de sangramento visível. Esses fatores retardaram a evacuação do paciente para um hospital de referência, contribuindo para sua piora clínica. Devido ao caráter invasivo da lesão, apesar de sua ressecção, o paciente evoluiu com complicações desde então. A terapia adjuvante recomendada assumiu um papel importante para o aumento da sobrevida do paciente. O diagnóstico precoce nesses casos é mais complexo, devido a necessidade de investigar outras causas mais comuns a essa faixa etária e que apresentam sintomatologia semelhante. No entanto, a suspeição deve levar ao diagnóstico e tratamento o mais precoce possível. Considerando os desafios logísticos na região Amazônica e a gravidade dos casos de câncer colorretal, o rastreio dessa neoplasia adquire uma importância ainda maior.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools