Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 74-75 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 74-75 (November 2019)
636
Open Access
Adenoma tubuloviloso mucossecretor ‐ síndrome de mckittrick – wheelock ‐ um relato de caso
Visits
...
P.I. Calegari, C.P. Oliveira, B.I. Silva, A. Nasser Junior, J.P.T. Moreira, Moreira H. Junior, M.T. Oliveira Junior, A.C. Fernandes
Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil
Article information
Full Text

Área: Doenças malignas e pré‐malignas dos cólons, reto e ânus

Categoria: Relatos de caso

Forma de Apresentação: Pôster

Objetivo(s): Apresentar relato de caso de uma paciente com Síndrome de McKittrick – Wheelock.

Descrição do caso: E.S.B., 44 anos, masculino, natural e procedente de Goiânia‐GO, comerciante, católico, apresentando quadro de alteração do hábito intestinal para diarreia com muco há pelo menos 14 meses, associada a perda ponderal de 10 quilos no período. Realizou Colonoscopia em novembro de 2018 que evidenciou lesões de aspecto viloso desde 23cm de extensão desde acima da linha pectínea até sigmoide, circunferenciais, ocluindo 30% da luz, cujo anatomopatológico confirmava adenoma tubuloviloso come displasia de alto grau. Foram repetidos novos exames endoscópicos cuja resultado da biópsia era o mesmo. Realizado então estadiamento do paciente, tomografia de tórax dentro da normalidade e ressonância magnética de pelve Lesões vegetantes com densidade partes moles em reto extraperitoneal até sigmoide, circunferencial, não transpondo parede retal, fáscia ou gordura mesorretal, sem acometimento de musculatura pubovisceral ou esfincteriana e presença de um linfonodo em mesorreto menor que 1,0cm sem aspecto necrótico. Apresentava marcador CEA 1,5. Nesse período devido aos episódios de mucorreia intensa paciente evoluiu com desidratação, hipocalemia e insuficiência renal aguda com necessidade de múltiplas internações hospitalares para compensação clínica. Foi aventada então a hipótese de Síndrome de McKittrick – Wheelock relacionada a grandes adenomas secretores de fluidos retais. Em abril de 2019 foi submetido a ressecção anterior baixa com ressecção transanal do mesorreto (TATME) mais ileostomia em alça. Paciente evoluiu pequena deiscência de anastomose e íleo adinâmico, tratada com forma conservadora com sondagem gástrica aberta e nutrição parenteral total. Recebeu alta no decido segundo díade pós operatório e durante acompanhamento ambulatorial segue em boa evolução.

Discussão e Conclusão(ões): A Síndrome de McKittrick – Wheelock é uma entidade clínica raríssima, com poucos relatos na literatura. Consiste no quadro de adenomas vilosos colorretais, localizados principalmente no cólon sigmoide e no reto, podendo ser classificados em mucossecretores (3%) e não mucossecretores, com apresentação clínica habitual de retorragia. Os adenomas como do caso acima, podem secretar substâncias (muco) cursando com desidratação, insuficiência renal aguda do tipo pré‐renal, hiponatremia, hipocalemia, hipoproteinemia e acidose metabólica; quadro este que, se não rapidamente revertido pode levar a óbito. O tratamento inicialmente consiste na correção do distúrbio hidroeletrolítico visando à compensação do paciente, com posterior ressecção do adenoma viloso.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools