Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 5-6 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 5-6 (October 2017)
TL1‐011
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.310
Open Access
AKT2 COMO FATOR PROGNÓSTICO PARA SOBREVIDA GLOBAL DE DOIS ANOS EM PACIENTES COM CÂNCER COLORRETAL
Visits
...
Caroline Tatim Saad Vargasa, Leonardo Ferreira da Natividadea, Polliane Arrudaa, Mário Rodrigues Montemor Nettoa, Patricia Gomes de Almeida Lopesa, Maria Cristina Sartorb, Jorge Eduardo Fouto Matiasb
a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Ponta Grossa, PR, Brasil
b Hospital de Clínicas, Universidade Federal do Paraná (HCUFPR), Curitiba, PR, Brasil
Article information
Full Text

Objetivo: Verificar significância estatística entre sobrevida global em dois anos e expressão da AKT2 na imuno‐histoquímica de pacientes com câncer colorretal. Essa proteína, de acordo com trabalhos recentes, tem papel central em várias vias de carcinogênese, induz sobrevivência, proliferação, metabolismo e angiogênese, está diretamente ligada à formação de metástases e ao crescimento tumoral.

Método: Foi coletado um fragmento da parte profunda do tumor de 140 pacientes com câncer colorretal primário para análise através de imuno‐histoquímica para positividade da AKT2. Os dados clínicos dos pacientes foram obtidos através da análise retrospectiva de prontuários. A análise estatística usou o teste de Mann‐Whitney, pois a amostra teve distribuição não normal. Foi considerado significativo um p>0,05.

Resultados: Do total da amostra, 96 pacientes (68,6%) tiveram sobrevida de dois anos ou mais, enquanto 44 (31,4%) foram a óbito dentro do período de estudo. O grupo dos sobreviventes teve o valor de expressão do AKT2 de 0,6 até 60,3. O grupo de óbitos teve entre 0,9 e 58,9. O intervalo de confiança de 95% para o grupo sobrevida foi de 12,2 a 20,8 e discretamente maior para o grupo óbito, 14,8 a 29,8. A mediana do grupos foi de 17,2 e 21,8. Embora tenha sido identificada certa tendência a maior positividade para os óbitos, o valor de p encontrado foi de 0,2378 e, portanto, não significativo.

Conclusão: Não foi identificada relação da expressão do AKT2 com sobrevida em dois anos, todavia houve uma importante tendência de maiores valores para os óbitos.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools