Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 232 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 232 (November 2019)
564
Open Access
Amputação abdomino perineal de reto videolaparoscópica em litotomia e com reconstrução com retalho gluteal fold e o uso do verde de indocianina
Visits
...
R.V. Pandini, C.F.S. Marques, C.S.R. Nahas, G.C. Cotti, A.R. Imperiale, U. Ribeiro, S.C. Nahas, I. Ceconello
Hospital das Clínicas (HC), Faculdade de Medicina (FM), Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP, Brasil
Article information
Full Text

Área: Doenças malignas e pré-malignas dos cólons, reto e ânus

Categoria: Pesquisa básica

Forma de Apresentação: Vídeo Livre

Objetivo(s): O objetivo deste vídeo é demonstrar a técnica empregada da amputação abdominoperineal de reto videolaparoscópica com o tempo abdominal e o tratamento do mesentério intracorpóreo e o tempo perineal em posição de litotomia com retirada da peça cirúrgica e reconstrução com gluteal fold V-Y.

Descrição da técnica: Paciente masculino de 69 anos com adenocarcinoma de reto distal estadiado como T3cN2M0 (fascia mesorretal comprometida, invasão vascular extramural positiva, plano interesfincteriano em risco) Sumetido à quimiorradioterapia e reestadiado como TRG2. Ao toque retal mantinha lesão tocável posterior ao nível da linha pectínea. Submetido à cirurgia com passagem de 5 trocateres, um umbilical e 4 em cada flanco, realizado a ligadura da artéria retal superior e veia cólica esquerda, seguida da excisão total do mesorreto até ao nível da musculatura elevadora, tratamento do mesentério intracopóreo e secção do colón descendente com exteriorização em flanco esquerdo para a maturação de colostomia terminal. Após realizado tempo perineal com secção da musculatura elevadora do ânus e retirada da peça, reconstrução com gluetal-fold. Durante a cirurgia utilizada a plataforma pinpoint e o verde de indocianina. o Anatomopatológico não evindeciou comprometimento das margens da cirurgia e ypT3ypn2(12/18)M0 e ausência de perfuração. O verde de indocianina não teve benefício para o estudo linfonodal e foi utilizado para conferir a viabilidade da colostomia.

Discussão e Conclusão(ões): A amputação de reto ainda tem taxas de recidiva e sobrevida piores que a ressecção anterior do reto, porém para tumores ultrabaixo com invasão do assoalho pélvico ou da musculatura esfincteriana ela se faz necessária. Os índices de perfuração ou o comprometimento da margem radial são alguns dos fatores que implicam no resultado da cirurgia. Tanto a posição de litotomia quando a posição pronada confere uma exposição suficiente para a cirurgia ser segura em conformidade com os critérios oncológicos.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools