Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 107-108 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 107-108 (October 2017)
P‐080
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.081
Open Access
ANÁLISE DE PACIENTES PORTADORES DE DOENÇA DE CROHN ATENDIDOS EM AMBULATÓRIO DE COLOPROCTOLOGIA DO SUS, DE JUNHO DE 2016 A JUNHO DE 2017
Visits
...
Nathália Nascentes Coelho dos Santos Omer, Patricia Costa Sant’Ana, Matheus Duarte Massahud, Pedro José Guimarães Cardoso, Ilson Geraldo da Silva, Fábio Gontijo Rodrigues, Ariana de Assis Souza
Santa Casa de Belo Horizonte, Belo Horizonte, MG, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A doença de Crohn é uma doença inflamatória intestinal que pode acometer em qualquer porção do trato gastrointestinal e causa importante impacto na qualidade de vida. A incidência de doença inflamatória intestinal tem aumentado nos últimos 50 anos. Objetivo: Avaliar características de pacientes portadores de doença de Crohn atendidos em um ambulatório de coloproctologia, criado especificamente para ser referência de pacientes portadores de doenças inflamatórias intestinais do Sistema Único de Saúde, de junho de 2016 a junho de 2017.

Métodos: Feita revisão retrospectiva de banco de dados mantido de forma prospectiva, incluiu todos os pacientes atendidos de junho de 2016 a junho de 2017. Durante o período foram avaliados 51 pacientes portadores da doença. Foram analisados dados demográficos, presença de doença perianal, uso de biológicos, idade de início da doença, presença de doenças associadas e história prévia de cirurgia.

Resultados: Dos 51 pacientes avaliados a idade média foi de 39 anos (14‐78). Desses, 19 (37,3%) eram do sexo masculino e 32 (62,7%) do feminino; 28 (54,9%) apresentaram doença perianal. De todos os pacientes com doença de Crohn, 49% faziam uso de biológicos como parte do tratamento e a média etária de início da doença foi de 32 anos (8‐84). Os pacientes tratados com terapia biológica apresentaram boa resposta à medicação, com baixo número de complicações relacionadas aos medicamentos; 15 pacientes tiveram outras doenças associadas. Apenas 11 nunca foram submetidos a tratamento cirúrgico.

Conclusão: O presente estudo mostra a gravidade da doença de Crohn em pacientes atendidos num serviço de referência, com elevada incidência de doença que acometeu a região perianal, necessidade de abordagens cirúrgicas e uso de terapia biológica para tratamento.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools