Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 156 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 156 (October 2017)
P‐193
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.194
Open Access
ANÁLISE RETROSPECTIVA DAS MANOMETRIAS ANORRETAIS FEITAS NA CIDADE DE OURINHOS (SP)
Visits
...
Patricia Joia Peres, Larissa dos Santos Gonçalves Gil, Alexandre da Silva Nishimura, Evelyn Cristina da Rosa Granja Batalini, Jefferson Bagatim, Mychelly de Sá Carvalho, Timoteo Vilela Veríssimo
Santa Casa de Ourinhos, Ourinhos, SP, Brasil
Article information
Full Text

Objetivo: A manometria anorretal é um procedimento usado para avaliar a função do esfíncter anal em repouso, na contração voluntária e em esforço evacuatório. Consiste na colocação de um cateter que contém sensores de transdução de pressão no reto, permite a medição da função neuromuscular do reto. A diminuição da pressão de repouso sugere disfunção isolada do esfíncter anal interno, enquanto a diminuição da pressão de contração sugere disfunção isolada do esfíncter anal externo. As principais indicações são constipação intestinal, incontinência anal e proctalgia. O objetivo do trabalho foi avaliar os dados estatísticos dos exames de manometria anorretal feitos no município de Ourinhos (SP).

Método: Feita avaliação retrospectiva dos dados dos exames de manometria anorretal, feitos em um único serviço, de 2012 a 2016, nas mais variadas idades, em ambos os sexos.

Resultado: Foram feitas 301 manometrias em nosso serviço, 225 (74,7%) em pacientes do sexo feminino e 76 (25,3%) do masculino, em todas as idades, desde crianças de um ano até idosos de 87, mais frequente feita em pacientes de 30 a 40 anos. Dentre as principais indicações, podemos destacar constipação intestinal, com 133 manometrias (44,1%), seguida de fissura anal com 56 (18,7%) e incontinência anal com 50 (16,7%). Dentre as demais indicações apresentamos proctalgia com 23 manometrias feitas (7,6%), fístula com 14 (4,6%), prolapso retal com oito (2,6%), soiling com cinco (1,7%), hemorroida com três (1%), retocele com três (1%) e megacólon com dois (0,6%). Ainda, quatro (1,4%) foram manometrias feitas como pré‐operatórios.

Conclusão: Nosso serviço apresenta um número importante de exames feitos, as principais indicações são as mesmas demonstradas na literatura, abrangem também outras patologias.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools