Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 193 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 193 (November 2019)
333
Open Access
ANÁLISE TRANSCRICIONAL TOTAL E ANÁLISE DA EXPRESSÃO DO MIR‐650 NO TECIDO ADIPOSO MESENTERIAL DE PACIENTES COM DOENÇA DE CROHN
Visits
...
Steigleder Km, Pascoal Lb, Simino Lap, Silva Far, Ayrizono Mls, Coy Csr, Torsoni As, Leal Rf
Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Campinas, SP, Brasil
Article information
Full Text

Área: Doenças Inflamatórias Intestinais

Categoria: Pesquisa básica

Forma de Apresentação: Tema Livre (apresentação oral)

Objetivo(s): O espessamento do tecido adiposo mesenterial (TAM) próximo à área intestinal afetada pela doença de Crohn (DC) é uma característica única da doença. Entretanto, o papel desse tecido na fisiopatologia da DC não está totalmente esclarecido. O objetivo foi identificar o perfil de expressão de microRNA (miR) no TAM de pacientes com DC ativa, comparando aos respectivos controles, visando identificação de biomarcadores e potenciais alvos terapêuticos que podem ser utilizados no futuro.

Método: Foi realizado estudo por meio de RNA sequencing (RNAseq), e os genes de interesse foram validados em uma coorte independente por PCR em tempo real (RT‐PCR). Vinte e sete pacientes com DC ileocecal operados pelo Serviço de Coloproctologia da disciplina de Moléstias do Aparelho Digestório da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp participaram do estudo. Foram obtidas amostras de TAM da região ileal de espécimes cirúrgicos. Destes, 8 pacientes compuseram a coorte do RNAseq e 19, a de validação biológica. O grupo controle (CTR) foi composto por pacientes operados por outras doenças que não DII (4 RNAseq e 10 RT‐PCR). A análise de bioinformática foi realizada por meio da plataforma HISeq® 2500, Programa R e Linear Models for Microarray Analysis (LIMMA) v.3.34.5 e EdgeR v.3.20.6. A análise preliminar do RNAseq se fundamentou em uma análise exploratória com agrupamento por meio de clusters hierárquicos e visualização por meio da análise dos componentes principais (PCA). A análise in silico do miR‐650 foi por meio da ferramenta miRWalk2.0 e a análise de enriquecimento de via na plataforma DAVID. Para as demais análises estatísticas, utilizou‐se teste não paramétrico, com p<0,05. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Unicamp.

Resultados: Expressão significativamente aumentada do miR‐650 no TAM do grupo DC foi observada em comparação com o grupo CTR (RNA seq). A análise in silico validou 25 genes alvos preditos para o miR‐650 dentre os 227 genes que se mostraram diminuídos na análise do RNAseq. A análise de enriquecimento de vias demonstrou que dentre os 25 genes alvos, a via do metabolismo da alanina, aspartato e glutamato estava enriquecida, contendo 2 alvos preditos, GFPT2 e ALDH4A1. Esses achados foram validados em uma coorte independente que evidenciou um aumento do miR‐650 no TAM da DC em comparação com o grupo CTR (p=0,03) e a diminuição da expressão dos genes alvos GFPT2 e ALDH4A1 (p=0,026 e p=0,0063, respectivamente).

Conclusão(ões): Este estudo demonstrou pela primeira vez a modulação do miR‐650 no TAM de pacientes com DC que pode estar participando da fisiopatogenia da doença. Os dois genes alvos do miR‐650 estudados atuam em diversas vias metabólicas, produzindo proteínas mitocondriais envolvidas na geração de substratos intermediários para o ciclo do ácido cítrico (ALDH4A1) ou direcionando substratos para o metabolismo de aminoácidos glicogênicos (GFPT2) sendo, portanto, essenciais para o correto funcionamento celular e, consequentemente, para garantir a homeostase tecidual.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools