Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 185 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 185 (October 2018)
VL48
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.400
Open Access
ANASTOMOSE INTRACORPÓREA: TÉCNICA E RESULTADO
Visits
...
Univaldo Etsuo Sagaea,b, Doryane Maria dos Reis Limaa,b, Gustavo Kurachia,b, Vitor Sagaea,b, Ivan Roberto Bonotto Orsoa,b, Karina Correa Ebrahima,b
a Centro Universitário Fundação Assis Gurgacz, Toledo, PR, Brasil
b Gastroclínica Cascavel, Cascavel, RS, Brasil
Article information
Full Text

Objetivo: Avaliar benefícios da anastomose intracorpórea em colectomias esquerda.

Métodos: Estudo retrospectivo realizado entre 03/2011 e 03/2017 que envolveu 45 mulheres e 13 homens com endometriose intestinal no segmento retossigmoide com indicação de cirurgia radical, pacientes obesos /idosos com doenças malignas e também pacientes com doenças benignas. A cirurgia videolaparoscópica foi realizada por uma equipe de cirurgiões colorretais com ressecção do retossigmoide com secção do reto com endogrampeador e colocou‐se a ogiva com o perfurador acoplado ou com o fio agulhado preconizado por Oliveira, Bertulucci e Lacerda (2014) desenvolvido no IRCAD, dentro da cavidade abdominal e introduziu‐se a ogiva na luz do cólon por uma incisão longitudinal logo abaixo da altura da anastomose, perfurou‐se na parede contra mesenterial com o perfurador ou agulha e seccionou‐se o cólon na altura desejada com vascularização conservada, a abertura do cólon foi suturada de rotina antes da sua retirada dentro de um bag. A peça foi retirada pelo orifício do portal quando menores e meso magro, em homens. Peças maiores pela incisão de Pfanestiel e em casos selecionados com vagina favorável, com peças de até 7cm de diâmetro, idosas, obesas ou jovens com endometriose com acometimento da vagina.

Resultados: Cinquenta e oito pacientes com seguimento de 2 anos, tempo cirúrgico semelhante, foi utilizada uma carga de endogrampeador a mais para secção do cólon intracorpórea, não houve fístulas, eliminação de flatus no primeiro dia, aceitação da dieta no primeiro dia, alta hospitalar média no terceiro dia. Três casos de sangramento sem necessidade de intervenção e transfusão, 2 casos de subestenose de anastomose com dilatação endoscópica, não houve infecção de incisão e abscesso peritoneal.

Conclusão: Os mesmos benefícios da colectomia é totalmente transferido para a colectomia esquerda, gradativamente esta técnica tem uma forte tendência de tornar‐se de uso rotineiro e preferencial devidos os resultados promissores e o progressivo aumento da habilidade de sutura intracorpórea pelos laparoscopistas.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools