Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 33 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 33 (October 2017)
TL8‐076
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.375
Open Access
ANUSCOPIA DE ALTA RESOLUÇÃO NO RASTREAMENTO E PREVENÇÃO DO CÂNCER DE CANAL ANAL
Visits
...
Caio Cirillo Freitas da Silva, José Ricardo Hildebrant Coutinho, Renata Rocha Barbi, Jorge Benjamin Fayad, Lêda Pereira Barcellos, Jayna Martins Neno Rosa, Christiane Diva Campos Veneroso
Hospital Federal de Ipanema, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A anuscopia de alta resolução, também conhecida como colposcopia anal, é um exame de visualização do canal anal e pele perianal através do uso do colposcópio. Ele promove a magnificação de imagens após o uso de ácido acético e lugol, o que deixa aparentes lesões previamente invisíveis ao exame convencional. A anuscopia de alta resolução identifica as lesões, propicia biópsias dirigidas e tratamento.

Objetivo: Demonstrar a importância da anuscopia de alta resolução no rastreamento e na prevenção do câncer de canal anal.

Material e método: Análise de 116 anuscopias de alta resolução, feitas nos pacientes pertencentes aos grupos de risco para câncer anal, de 2012 a 2015. O projeto foi aprovado pelo comitê de ética em pesquisa em seres humanos da instituição envolvida.

Resultados: A avaliação dos componentes mostra a mediana de 39 anos, quanto à faixa etária 3,45% são jovens, 89,65% adultos e 5,17% idosos. Quanto ao sexo 80,17% são do gênero masculino, desses 95,70% são homens que fazem sexo com homens. Em relação ao status HIV 61,20% eram positivos, 37,07% negativos e 1,72% indeterminados. Quanto à distribuição das lesões durante o exame proctológico convencional 17,24% apresentavam lesões externas, 18,96% lesões internas, 11,20% lesões mistas e 52,59% ausência de lesão macroscópica. Das pessoas avaliadas que necessitaram de biópsia, o histopatológico revelou neoplasia intraepitelial de baixo grau em 12,93%, neoplasia intraepitelial de alto grau em 12,06%, 7,76% estavam normais e 67,24% alterações compatíveis com infecção por HPV, ou processos inflamatórios.

Conclusão: A anuscopia de alta resolução para pesquisa da lesão precursora do câncer anal em pacientes de grupos de risco mostrou resultados satisfatórios na nossa amostra.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools