Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 18 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 18 (November 2019)
801
Open Access
Aspectos clínicos, diagnóstico e evolutivos da recorrência de pólipos inflamatórios e hiperplásicos em ileostomia após retocolectomia total por retocolite ulcerativa idiopática
Visits
...
C.N. Martins, T. Robles, E.V.A. Pereira, S.A. Ciquini
Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC‐Campinas), Campinas, SP, Brasil
Article information
Full Text

Área: Miscelâneas

Categoria: Relatos de caso

Forma de Apresentação: Pôster

Objetivo(s): Os autores têm como objetivo relatar a ocorrência de múltiplos pólipos recorrentes em ileostomia pós retocolectomia total por retocolite ulcerativa idiopática.

Descrição do caso: Relata‐se o quadro de doente, sexo feminino, 58 anos, portadora de polipose em ileostomia que apresenta sucessivas recorrências precoces e sintomáticas que necessitaram de tratamentos cirúrgicos periódicos. Os exames histopatológicos confirmaram a natureza das lesões. Terapias tópicas foram empregadas sem sucesso. Procurou‐se ainda mudar os materiais de aparelhamento de ileostomia por possível efeito irritativo, também resposta adequada.

Discussão e Conclusão(ões): Os pólipos inflamatórios normalmente ocorrem associados a condições inflamatórias do intestino grosso independente de sua especificidade. São lesões resultantes de uma reação epitelial inflamatória da mucosa intestinal na forma de tecido de granulação em regeneração. Resultam do edema e infiltrado celular inflamatório no cório, que desloca a mucosa para acima do nível da mucosa adjacente. Este, tem como diagnóstico diferencial o pólipo fibroide inflamatório, de etiologia indeterminada, caracterizado por células de natureza miofibroblástica, inflamatórias e vasos sanguíneos. Em ambos, sintomas como sangramento e obstrução podem ocorrer. Não apresentam risco de malignização, embora o último possa ser confundido com neoplasias mesenquimais. O tratamento consiste na sua ressecção, para alívio dos sintomas e confirmação diagnóstica. Concluem a importância do diagnóstico com vista ao tratamento adequado e seu acompanhamento. Deve‐se ainda, sempre, excluir outros diagnósticos diferenciais histológicos destes pólipos visando a terapia adequada ao prognóstico da doente.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools