Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 128 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 128 (October 2018)
TL24
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.276
Open Access
AVALIAÇÃO DE ÍNDICES DE QUALIDADE EM COLONOSCOPIA EM SERVIÇO DE FORMAÇÃO EM COLONOSCOPIA
Visits
...
Rafael Castilho Pinto, Amanda Ketzer Menezes Citrin, Leonardo Menegaz Conrado, Roberto Chiumeo do Nascimento, Nelson Heitor Vieira Coleho
Fundação Riograndense Universitária de Gastroenterologia (FUGAST), Porto Alegre, RS, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A incidência e a mortalidade do câncer colo‐retal continua crescendo em nosso meio. A prevenção e a detecção precoce deste tumor necessitam de estratégias mais efetivas. A colonoscopia é um dos exames mais importantes no seu rastreamento, sendo de suma importância a aferição de índices de qualidade baseadas em critérios internacionais já estabelecidos. A taxa de detecção de adenomas é um dos principais parâmetros de qualidade em colonoscopia. Serviços de referência em rastreamento de câncer colo‐retal apresentam taxas superiores a 20‐30% de colonoscopias com adenomas e taxas mais altas associam‐se a linearmente a melhores resultados e menores índices de câncer de intervalo.

Objetivo: O objetivo deste estudo é aferir os índices de qualidade em colonoscopia realizados pelos alunos sob supervisão de um serviço de formação em colonoscopia.

Método: Foram analisados os laudos de 567 colonoscopias e de seus anátomo‐patológicos realizados do mês de novembro de 2016 a fevereiro de 2017 por médicos em formação em colonoscopia sob instrutoria, levando em consideração dados como sexo, idade, indicação do exame, qualidade do preparo, tempo de retirada do aparelho, taxa de detecção de pólipos, e taxas de detecção de adenomas e neoplasias malignas.

Resultados: Nos 567 exames analisados verificamos que 153 (26,98%) pacientes eram do sexo masculino e 414(73,02%) do sexo feminino A idade média dos pacientes foi de 59 anos. A indicação principal foi prevenção (53,3%). O índice de chegada ao ceco foi de 98,3% em pacientes sem lesões obstrutivas e a qualidade do preparo foi boa ou excelente em 95% dos casos. O tempo médio de retirada do aparelho foi de 11,4 minutos em exames sem procedimentos. A taxa de ressecção de pólipos foi de 43,92% e a taxa de detecção geral de adenomas foi de 32,28%. Foram encontradas nove neoplasias malignas (1,46%). A taxa de detecção de adenomas foi de 40,52% nos homens e de 29,23% nas mulheres. A detecção de adenomas aumentou com a idade iniciando em 6,67% abaixo dos 40 anos, aumentando linearmente e atingindo 43,53% acima dos 70 anos.

Conclusão: Os dados obtidos estão compatíveis com os critérios internacionais de qualidade em colonoscopia. Mais estudos são necessários para aferirmos as taxas detecção de adenoma na população brasileira e compará‐lo com os índices internacionais já estabelecidos na literatura. Além disto, os dados de serviços de formação em colonoscopia são muito importantes para o controle da qualidade da formação dos novos colonoscopistas.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools