Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 136-137 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 136-137 (October 2018)
TL41
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.293
Open Access
AVALIAÇÃO DOS NÍVEIS SÉRICOS DA RESOLVINA D2 EM PACIENTES COM DOENÇA DE CROHN
Visits
...
Livia Bitencourt Pascoala,b, Bruno Rodrigues Limaa,b, Luis Eduardo Miani Gomesa,b, João José Fagundesa,b, Claudio Saddy Rodrigues Coya,b, Licio Augusto Vellosoa,b, Raquel Franco Leala,b
a Laboratório de Investigação em Doença Inflamatória Intestinal, Serviço de Coloproctologia, Departamento de Cirurgia, Faculdade de Ciências Médicas (FCM), Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, SP, Brasil
b Laboratório de Sinalização Celular, Faculdade de Ciências Médicas (FCM), Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A resolução da inflamação é um processo finamente regulado e mediado por mediadores lipídicos especializados na pró‐resolução (SPMS), incluindo a resolvina D2 (RvD2). O papel imunomodulador dos SPMS em doenças inflamatórias crônicas está sendo investigado.

Objetivo: Avaliar o papel da RvD2 sérica em pacientes com DC em remissão e em atividade.

Método: Para este estudo, foram selecionados 38 pacientes com DC, sendo 18 pacientes em remissão e 20 pacientes em atividades. A atividade da doença foi determinada por ileocolonoscopia ou enteroressonância. O grupo controle foi composto por 10 pacientes sem doença inflamatória. Realizou‐se dosagem dos níveis séricos da RvD2 pelo método de imunoensaio enzimático de competição. Para análise estatística, utilizou‐se teste não paramétrico, com p<0,05. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa.

Resultados: Dos pacientes incluídos no estudo, 55% do grupo em remissão, 60% do grupo em atividade e 40% do grupo controle eram do sexo masculino. A média de idade dos pacientes no grupo em remissão foi de 41,2 (20‐63) anos, no grupo em atividade da DC foi de 39,1 (22‐61) anos e no grupo controle foi de 43,1 (23‐69 anos). Dos pacientes com DC, 55% do grupo em remissão e 75% daqueles em atividade estavam sendo tratados com terapia biológica e imunossupressor. Foi evidenciado neste estudo um aumento dos níveis séricos da RvD2 em pacientes com DC em remissão e em atividade quando comparados ao grupo controle (p<0,001). Verificamos ainda nos pacientes tratados com imunossupressores uma diminuição dos níveis séricos da RvD2 em pacientes com DC em remissão quando comparados com DC em atividade (p<0,05).

Conclusão: Estes resultados sugerem a participação da RvD2 em resposta ao processo inflamatório da DC e fornecem perspectivas de novas abordagens fundamentadas em SPMS para modular a inflamação crônica.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools