Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 74 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 74 (October 2017)
P‐003
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.004
Open Access
CASUÍSTICA DE ADENOCARCINOMA COLORRETAL OPERADO POR UM COLOPROCTOLOGISTA NA CIDADE DE OURINHOS (SP)
Visits
...
Alexandre da Silva Nishimura, Evelyn Cristina Rosa da Granja Batalini, Mychelly de Sá Carvalho, Felipe Santos Albino, Marcelo Gonçalves Ferreira, Patricia Joia Peres, Rafael Castelli Bittencourt
Santa Casa de Ourinhos, Ourinhos, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: O câncer de colorretal (CCR) é uma doença comum e letal, é atualmente um dos tumores malignos mais frequentes em todo o mundo.

Objetivo: Relatar a casuística de CCR operados por um único coloproctologista na cidade de Ourinhos (SP), de setembro de 2012 a junho de 2017.

Método: Estudo qualitativo, documental e retrospectivo, feito a partir da análise de prontuários de um hospital filantrópico com residência médica de cirurgia geral, localizado na cidade de Ourinhos (SP), com aproximadamente 110.000 habitantes. Consideraram‐ se as ocorrências registradas de setembro de 2012 a junho de 2017. Todos os pacientes foram submetidos à cirurgia, foram enviadas amostras pós‐cirúrgicas para análise anatomopatológica. O estudo apresenta a incidência de CCR registrada a cada ano e traça perfil da amostra de acordo com o local afetado.

Resultado: No período, foram operados 141 casos de CCR, foi observado que 82 (58,1%) eram do sexo masculino e 59 (41,9%) do feminino. Quanto à localização, registrou‐se a maior incidência em reto com 58 casos (41,4%), seguido do cólon sigmoide com 41 (29%), cólon direito com 28 (19,8%), cólon transverso com oito (5,6%), cólon descendente com seis (4,2%). Apenas no cólon direito observou‐se predomínio do sexo feminino, 15 casos (53,57%) contra 13 (46,43) no masculino. O estudo apresentou uma média de 28 cirurgias colorretais oncológicas ao ano feitas por um único cirurgião.

Conclusão: O CCR no Brasil é o terceiro tipo de câncer mais incidente em ambos os sexos. A ressecção cirúrgica é o tratamento de escolha quando não existe acometimento metastático. Com os dados obtidos conclui‐se que estão de acordo com a literatura, que aponta o CCR como mais comum no sexo masculino na Região Sudeste, e evidencia‐se o reto como o local mais afetado.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools