Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 127 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 127 (October 2017)
P‐125
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.126
Open Access
CIRURGIA DE ALTEMEIER: UMA BOA OPÇÃO DE TRATAMENTO PARA PROCIDÊNCIA RETAL
Visits
...
Priscilla Martins, Dalton Muniz, Felipe Figueiredo, Gustavo Melo, Bruno Akel, Felipe Figueiró, Lucius Paulo
Hospital Central da Aeronáutica (HCA), Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Article information
Full Text

O prolapso retal completo ou procidência retal, apesar de incomum, tem grande relevância social. É uma patologia com correção exclusivamente cirúrgica, que gera incapacidade e redução da qualidade de vida do indivíduo, com restrição da capacidade de autonomia e prejuízo na convivência social. Existem na literatura mais de 100 técnicas cirúrgicas para esse tratamento.

Objetivo: Apresentar a experiência do serviço do Hospital Central da Aeronáutica no Rio de Janeiro com a correção da procidência retal por meio da técnica de Altemeier.

Método: Foi feita revisão de prontuários dos pacientes tratados cirurgicamente por procidência retal entre 2007 e 2017 (junho). Total de casos: sete; dois homens e cinco mulheres, média de 81,85 anos (92 ∼ 72). Quatro casos ASA III, demais ASA II. Um caso foi excluído por falta de informação disponível. Foram avaliados tempo de internação a partir da data da cirurgia e tempo cirúrgico.

Resultados: A média de tempo de internação foi de seis dias (12 ∼ 3) e a média de tempo cirúrgico de aproximadamente uma hora e 50 minutos (2h25 ∼ 1h15). Não houve relato de recidiva nos casos acompanhados.

Discussão: A técnica de Altemeier se mostrou eficaz no tratamento dessa patologia pouco prevalente, trouxe como benefício um baixo tempo relativo de internação, mesmo em pacientes de idade avançada e comorbidades importantes, e gerou baixa repercussão sistêmica devido ao acesso perineal e ao relativo baixo tempo cirúrgico.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools