Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 36 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 36 (October 2017)
TL8‐083
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.382
Open Access
Correlação Dos Achados Endoscópicos Com A Indicação Clínica Da Colonoscopia
Visits
...
Eduardo Rosetti Filho, Julyanna Cruz França, Eduardo Rosetti, Martha Cruz Sperandio, Joubert Almeida Esteves, Carlos Alberto de Castro Fagundes
Hospital Metropolitano, Laranjeiras, ES, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A colonoscopia é atualmente o exame de eleição para rastreamento, diagnóstico e tratamento da maior parte das doenças colorretais. É um exame cada vez mais usado principalmente por sua importância no diagnóstico e na prevenção de neoplasias. No entanto, não é um método livre de complicações, às vezes graves, como incidência de perfuração de 0,7%, e com preparo desconfortável.

Objetivo: Correlacionar os achados endoscópicos com as indicações clínicas do exame e demonstrar quais sinais e sintomas têm relevância na indicação da colonoscopia. Métodos: Estudo retrospectivo em pacientes submetidos a colonoscopia, de maio/2016 a janeiro/2017. Foram registrados os seguintes dados: gênero, idade, intubação cecal, indicação do exame, qualidade do preparo (escala de Boston) e achados relevantes (pólipos, tumores ou colites endoscópicas). A análise univariada foi feita com os testes t e qui‐quadrado (p<0,05).

Resultados: Foram selecionados 1.400 pacientes: 519 masculinos (37%) e 881 femininos (63%); 43%<50 anos, 35% entre 50 e 65 anos e 16%>65 anos (6% NR); as indicações foram: 53% rastreio, 19% sangramento/anemia, 12% dor abdominal e 16% mudança do ritmo intestinal. O preparo foi satisfatório (índice>5) em 1285 (92%). Foram diagnosticados pólipos em 33% (461), tumores em 1,71% (24), colites em 8,92% (125). Correlacionando achados e indicação encontramos que os pólipos se relacionaram com as indicações de rastreio e sangramento/anemia (p<0,001 em ambos) e as colites com sangramento (p=0,008) e mudança no ritmo intestinal (p<0,001). Os tumores não se associaram estatisticamente a qualquer das indicações.

Conclusão: Sinais e sintomas como mudança do ritmo intestinal e sangramento/anemia, independentemente da idade, e a idade>50 anos foram as variáveis mais relacionadas com alterações endoscópicas no presente estudo e, assim, são critérios que devem ser investigados precocemente com colonoscopia.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools