Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 123 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 123 (October 2017)
P‐115
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.116
Open Access
CROHN VULVAR: UMA MANIFESTAÇÃO RARA DE DOENÇA DE CROHN METASTÁTICA
Visits
...
Thais da Silva Cardoni, Thiara de Medeiros Jabor Ferreira, Juliana Diniz de Moura Beckmann, Leonardo Fernandes Valentim, Maria Eduarda Magalhães Castro, Dina Martins Rodrigues de Souza, Antonio Carlos Miranda
Hospital Municipal da Piedade, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A doença de Crohn é uma doença inflamatória intestinal idiopática que acomete todo o trato gastrointestinal, da boca ao ânus. Suas principais manifestações clínicas são dor abdominal, diarreia crônica sanguinolenta ou não, perda ponderal e astenia. A doença de Crohn metastática é uma manifestação rara, que pode preceder os sintomas gastrointestinais do Crohn em alguns meses ou anos. Trata‐se de ulcerações cutâneas dolorosas, violáceas e com fundo granulomatoso. Pode haver o acometimento da região genital – o que ocorre em 2/3 dos casos da doença, em jovens de 8 a 18 anos, extremidades inferiores, face e lábios e flexuras.

Objetivo: Descrever um caso de uma jovem de 15 anos que começou a apresentar ulcerações genitais e perineais aos oito.

Relato de caso: A paciente procurou atendimento médico em serviço de pediatria naquele momento, sem esclarecimento do caso, o que motivou abandono do tratamento à época. Aos 12 anos, após encaminhamento de serviço médico de urgência ao Serviço de Pediatria do nosso hospital, chegou‐se a algumas hipóteses diagnósticas, tais como doença de Behcet, doença de Crohn e dermatite seborreica. A paciente apresentava, além de ulcerações genitais e perineais, úlcera em pálpebra direita e periumbilical, o que gerou tais hipóteses. Após pedido de avaliação pela proctologia, foi indicada colonoscopia, assim como biópsia das lesões genitais e perineais. Colonoscopia evidenciou ulcerações pancolônicas, ulcerações ileais não confluentes e numerosas lesões polipoides, assim como aumento da trama vascular submucosa de todo cólon esquerdo. Resultado histopatológico compatível com lesões características de doença de Crohn.

Conclusão: Ressaltamos a importância deste trabalho por ser uma manifestação rara da doença, de difícil diagnóstico e manejo clínico.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools