Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 111-112 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 111-112 (October 2017)
P‐089
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.090
Open Access
DOENÇA DE CROHN DE APARECIMENTO PRECOCE: RELATO DE CASO
Visits
...
Simone Ferreira de Brito, Danielle Nery Freire Silva, Alessandra dos Santos Domingues, Juliane Feitosa Bezerra de Gusmão
Hospital Universitário de Brasília (HUB), Universidade de Brasília (UNB), Brasília, DF, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: Entre as causas de hemorragia digestiva baixa (HDB) em lactentes e pré‐escolares se destacam colite alérgica ou infecciosa, fissura anal, divertículo de Meckel, pólipo juvenil e doença inflamatória intestinal. A doença de Crohn (DC) na faixa etária pediátrica tem uma incidência de 43/100.000 e raramente afeta menores de dois anos. Quando diagnosticada antes dos seis anos é classificada como DC precoce. Por seu acometimento da boca ao ânus a sintomatologia pode ser variada e distingui‐la entre outros diagnósticos precocemente faz‐se necessário.

Relato do caso: A.E.S.D., dois anos e sete meses, masculino, amamentado exclusivamente ao seio até sete meses de vida. Com a introdução de dieta complementar iniciou quadro de distensão abdominal e hematoquezia intermitente. Havia um ano pioria do sangramento, parada de progressão nutricional e início de diarreia. Foi levado a serviço de referência no qual foi orientado a manter dieta sem leite e derivados. Cessou sangramento parcialmente e optou‐se por investigação de HDB. Solicitado MIF com evidência de cistos de Giárdia e mesmo com antibioticoterapia adequada manteve sangramento. Cintilografia para pesquisa de divertículo de Meckel e ASCA normais. Endoscopia digestiva alta com pangastrite erosiva moderada, nodosidades em duodeno e biópsia Marsh 0. Enterotomografia normal e p‐Anca aumentado. Colonoscopia com segmentos colônicos e reto com úlceras aftosas e laceração no reto a 8cm da borda anal. Biópsia com processo inflamatório e eosinofilia sugestivos de DC. Iniciado tratamento com prednisolona e mezalazina. Após oito meses apresentou novo sangramento e aumento da calprotectina fecal. Nova colonoscopia evidenciou DC em remissão parcial. Iniciadas prednisolona e azatioprina. Atualmente o paciente está em remissão clínica e com calprotectina normal.

Discussão: O diagnóstico e o tratamento precoce objetivam reduzir as complicações e melhorar a qualidade vida dos pacientes.

Conclusão: As doenças inflamatórias intestinais devem ser lembradas como diagnóstico diferencial de HDB na pediatria.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools