Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 106 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 106 (October 2017)
P‐077
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.078
Open Access
EFEITOS DE CLISTERES CONTENDO MESALAZINA NO CONTEÚDO TECIDUAL DAS PROTEÍNAS CONSTITUINTES DAS JUNÇÕES DE ADESÃO INTERCELULAR NA COLITE DE EXCLUSÃO
Visits
...
Gabrielle Máira de Lima Matijascic, Rafaela de Souza Novo, Thaís Silva de Oliveira, Yara Tinoco Franceschi, Gabriele Escócia Marinho, Adrieli Heloisa Campardo Pansani, Carlos Augusto Real Martinez
Universidade São Francisco (USF), São Paulo, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A colite de exclusão (CE) é um processo inflamatório que acomete a mucosa cólica sem trânsito intestinal. A etiopatogenia da CE relaciona‐se à deficiência no fornecimento dos ácidos graxos de cadeia curta para as células do epitélio cólico. Essa deficiência leva à formação de espécies reativas de oxigênio, as quais destroem os diferentes mecanismos de defesa da barreira epitelial, entre elas as junções aderentes intercelulares formadas pelas proteínas E‐caderina e β‐catenina.

Objetivo: Avaliar os efeitos da aplicação de clisteres com mesalazina (MEZ) no conteúdo tecidual das proteínas E‐caderina e β‐catenina na CE. Pretende‐se ainda verificar se a MEZ reduz o processo inflamatório na mucosa sem trânsito fecal.

Método: Foram usados 16 ratos Wistar, submetidos a colostomia proximal e fístula mucosa distal para indução da CE. Os animais foram divididos em dois grupos com oito cada, a eutanásia foi feita após duas e quatro semanas da derivação intestinal. No primeiro, aplicaram‐se clisteres com soro fisiológico (SF), enquanto no segundo MEZ na concentração de 1,0g/kg/dia. O diagnóstico de CE foi estabelecido por estudo histopatológico, usaram‐se a coloração hematoxilina‐eosina e o escore inflamatório por escala validada. A presença das proteínas E‐caderina e β‐catenina foi identificada por técnica imuno‐histoquímica e seu conteúdo tecidual mensurado por morfometria computadorizada. Os resultados foram analisados com o teste de Mann‐Whitney, adotou‐se nível de significância de 5% (p<0,05).

Resultados: Animais submetidos à aplicação de clisteres com MEZ tiveram aumento no conteúdo de E‐caderina e β‐catenina nos segmentos sem trânsito intestinal, quando comparados com os submetidos à irrigação com SF pelo mesmo período. Houve diminuição do escore inflamatório nos animais tratados com MEZ.

Conclusão: A aplicação de clisteres com MEZ reduz o processo inflamatório mucoso e aumenta o conteúdo tecidual de E‐caderina e β‐catenina, independentemente do tempo de intervenção, referenda o potencial terapêutico da substância no tratamento da CE.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools