Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 47-48 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 47-48 (November 2019)
850
Open Access
Estenose de anastomose íleo‐ileal com obstrução por fecaloma: relato de caso
Visits
...
A.c. Moreiraa, A.m.d. Carmoa, J.c.a. da Silvaa, M.m.d. Sousaa, E.c. Holandaa, M.m. Ribeiroa, B.r.d.a. Juniora, E.u. Holandab
a Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza, Fortaleza, CE, Brasil
b Centro Universitário Christus (UNICHRISTUS), Fortaleza, CE, Brasil
Article information
Full Text

Área: Doenças Inflamatórias Intestinais

Categoria: Relatos de caso

Forma de Apresentação: Pôster

Objetivo(s): Relatar caso de paciente com Doença de Crohn previamente submetido a enterectomia por estenose de ileo distal apresentando estenose em anastomose íleo‐ileal e sintomas de dor abdominal, diagnosticado em serviço de referência em coloproctologia de Fortaleza, Ceará.

Descrição do caso: E.P.S., homem de 47 anos diagnosticado com Doença de Crohn desde 2008 em uso de adalimumabe, com passado de quadros semioclusivos recorrentes entre 2009 a 2014 decorrentes de estenose ileal. Em 2014 foi submetido a enterectomia com ressecção de porção de íleo e anastomose íleo‐ileal látero‐terminal. Em 2019 evolui com novos quadros de dor abdominal e crises suboclusivas, com enterotomografia e enteroressonancia evidenciando nova e importante estenose de anastomose e inflamação de tecido circunvizinho. Foi indicado videolaparoscopia e no intraoperatório foi evidenciado estenose de íleo terminal e proximamente (cerca de 15cm) e estenose de anastomose íleo‐ileal, com massa endurecido obstruindo e o anel de estenose. Tratava‐se de fecaloma endurecido, com cerca de 5cm no maior diâmetro, impactado no local, com provável movimento de embolo. Procedeu‐se com colectomia direita e enterectomia videolaparoscópica do segmento acometido, seguido de anastomose íleo‐colônica. O paciente evolui bem no pós‐operatório.

Discussão e Conclusão(ões): O caso em questão apresenta um situação comum, onde o paciente com Doença de Crohn é operado, corroborando com os cerca de 70% dos pacientes com doença de Crohn serão operados durante o curso da doença. A recorrência sintomática ou não da doença de Crohn na anastomose íleo‐cólica tem levado diversos autores a tentar novas técnicas cirúrgicas com o objetivo de retardá‐la ou preveni‐la. Contudo apresentamos uma anastomose atípica, onde a anastomose das alças de delgado foi confeccionada látero‐terminal, circunvizinha a íleo com sinais de estenose por conta da doença. Mais incomum ainda foi a detecção de fezes sólidas, formando fecaloma obstruindo a luz a anastomose prejudicada, a 15cm da válvula íleo cecal. A cirurgia foi realizada por videolaparoscopia com anastomose mecânica extracorpórea íleo‐colônica látero‐lateral. Trata‐se de um caso atípico em paciente com doença de Crohn, não em relação apenas estenose e ao fecaloma, mas quanto ao tipo de anastomose da enterectomia prévia a 15cm do cólon direito. Bem como na literatura, concluímos que com estenoses próximas a válvula íleo cecal, a enterectomia associada com colectomia direita e anastomose mecânica íleo‐colônica látero‐lateral apresenta melhores resultados e a videolaparoscopia parece ser bem indicada nesse tipo de cirurgia por determinar melhor recuperação pós operatória e reduzir tempo de internação.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools