Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 45 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 45 (October 2017)
TL11‐103
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.402
Open Access
ESTUDO‐PILOTO DA IMPLANTAÇÃO DA IRRIGAÇÃO TRANSANAL (IT) EM PACIENTES COM MIELOMENINGOCELE E AVALIAÇÃO DO IMPACTO NA QUALIDADE DE VIDA (QV)
Visits
...
Beatriz Deoti, Kelly Christine de Lacerda Rodrigues Buzatti, Robson Liz, Isadora Campos, Rebecca Campos, Franciele Profeta Rodrigues, Rodrigo Gomes da Silva
Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A mielomeningocele é uma herniação congênita ou adquirida dos tecidos meníngeos e da medula espinhal devido a defeito ósseo na coluna vertebral. Afeta a motilidade intestinal e evolui com incontinência anal (IA), com impacto negativo na qualidade de vida. A irrigação transanal (IT) é indicada com bons resultados em outras etiologias de IA e precisa ser estudada nessa população.

Objetivo: Descrever a técnica padronizada no serviço de coloproctologia aplicada em pacientes com mielomingocele e avaliar o impacto na QV do paciente e do cuidador, com aplicação de protocolos e questionários de QV.

Métodos: O atendimento aconteceu em três momentos: 1°) consulta médica com anamnese detalhada, solicitação de propedêutica colorretal; aplicação de questionários e protocolos e consulta de enfermagem. 2°) agendados três dias de treinamento com o dispositivo para irrigação. 3°) rReaplicação dos questionários, com um mês, seis meses e um ano. Esse com consulta médica com análise da evolução clínica.

Resultados: Foram submetidos à IT 11 pacientes; 10 responderam com um mês; quatro responderam com seis meses. Quanto à idade, a mediana foi de 4,5 anos. Em relação à perda involuntária de fezes: primeira consulta: 60% diariamente, 30% 3‐4 vezes por mês, 0% 1‐6 vezes por mês e 10% poucas vezes no ano ou menos. Na segunda consulta: 20%, 20%, 20% 40%; e na terceira consulta, 0%, 0%, 50% e 50% respectivamente. Em relação ao grau de satisfação com a vida, no retorno de seis meses, 66% disseram estar muito satisfeitos e 33% pouco satisfeitos. E ao comparar a frequência de evacuações, no retorno de seis meses, todos os pacientes relataram hábito intestinal diário.

Conclusão: A IT é um procedimento factível nas faixas etárias mais iniciais. O implantação do estudo continua, visto a melhoria na constipação e na IA desses pacientes.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools