Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 117 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 117 (November 2019)
726
Open Access
Foliculite queiloidiana: manifestação extra intestinal da doença de crohn
Visits
...
R.B. Sampietroa,b, R.E. Nakagawaa,b, H.A. Gaertnera,b, E. Endoa,b, O.R. Juniora,b, M.V. Furlanettoa,b, A.R.G. Sampietroa,b, J. Gueriosa,b
a Hospital Universitário Evangélico Mackenzie, Curitiba, PR, Brasil
b Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC), Joaçaba, SC, Brasil
Article information
Full Text

Área: Doenças Inflamatórias Intestinais

Categoria: Relatos de caso

Forma de Apresentação: Pôster

Objetivo(s): Relatar o caso clínico de um adolescente com doença de crohn e manifestação extraintestinal de foliculite queloidiana. O paciente faz acompanhamento clínico no ambulatório de doença inflamatória intestinal em uma instituição de Curitiba.

Descrição do caso: Paciente C.F.O., sexo masculino, 19anos, em tratamento no ambulatório de doenças inflamatórias intestinais do HUEC há 5anos devido doença de crohn (desde os 11anos), na ocasião realizou uma colectomia direita e íleo transverso anastomose. Assintomático até 3anos atrás onde começou a apresentar dores abdominais do tipo cólicas associados com episódios de diarreia (3–4x por semana) sem outras alterações. Refere que no ano passado apresentou episódios esporádicos de enterorragia. Há 7meses apresentou uma piora importante da dor abdominal e aparecimento de lesões pruriginosas em couro cabeludo, multifocais, com pústulas e algumas lesões hipertróficas de características inflamatórias. Foi então encaminhado ao ambulatório da dermatologia, onde foi dado diagnóstico de quadro compatível com foliculite queloidiana através de biópsias e celulite dissecante. Após introdução do adalimumabe paciente apresentou melhora dos quadros de dor abdominal, diarreia e das lesões do couro cabeludo. Paciente segue em acompanhamento no serviço de dermatologia e de doenças inflamatórias intestinais do HUEC.

Discussão e Conclusão(ões): O paciente deste relato apresentou uma manifestação de pele que até o presente momento não possui uma relação bem estabelecida na literatura com a doença de Crohn. A foliculite queloidiana se apresenta como nódulos fibróticos e papulares localizados na região posterior do couro cabeludo e nuca. Elas podem evoluir para placas queloidianas e mais raramente para abscessos crônicos. Sua prevalência é pelo sexo masculino, de idade jovem e da raça negra. Sua etiologia não está bem elucidada. Acredita‐se haver relação com traumas e fricções locais, infecções pelo S.aureus e defeitos na imunidade mediada, processo auto‐imune ou um sistema imune geneticamente determinado. Ambas as patologias possuem em sua etiologia uma relação com uma alteração na resposta da imunidade celular. O paciente em estudo utilizou Adalimumab para tratamento da doença de Crohn e apresentou remissão dos sintomas gastrointestinais e melhora também na lesão do couro cabeludo. Um artigo publicado em 2010 pelo ARCHIVES OF DERMATOLOGY, apresentou um estudo relatando o caso de 3pacientes com celulite dissecante refratário a tratamento de antibiótico e isotretinoína que utilizaram Adalimumab para o tratamento. Após 8 semanas de uso de Adalimumab esses pacientes apresentaram melhora da lesão, confirmando que os Anti‐TNF é uma opção terapêutica.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools