Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 169-170 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 169-170 (October 2017)
P‐226
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.227
Open Access
FORMULÁRIO DIGITAL PARA DIAGNÓSTICO DA APENDICITE AGUDA: ESTUDO PRELIMINAR COM ESTUDANTES DOS ANOS INICIAIS DE MEDICINA
Visits
...
Julio Francisco Arce Flores, Erika Natasha de Araujo, Maykom de Lira Babosa, Ivan Tramujas da Costa E Silva
Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Manaus, AM, Brasil
Article information
Full Text

Objetivos: Desenvolver e testar o emprego de formulário digital para o diagnóstico da apendicite aguda como apoio no ensino de alunos dos anos iniciais do curso de medicina.

Métodos: O formulário digital foi construído com os critérios de Alvarado de diagnóstico da apendicite aguda com a uso e a configuração da plataforma Google Forms, de maneira que os dados de interesse estatístico a serem inseridos comportassem escolhas binárias (sim/não). Alunos de curso de medicina de Manaus da disciplina técnica operatória e cirurgia experimental foram convidados a participar do estudo após explanação sobre como acessar e usar o questionário digital e examinar os pacientes internados ou em observação com quadro de dor abdominal não traumática e seus prontuários de dois hospitais de pronto‐socorros de Manaus. Uma vez preenchidos os formulários pelos alunos, o pesquisador principal finalizava‐os com o diagnóstico definitivo dado à afecção por ocasião da alta hospitalar, o padrão‐ouro, para os operados, era o diagnóstico cirúrgico. Planilhas foram configuradas de maneira a ser alimentadas automaticamente com os dados dos preenchimentos dos formulários e calcular os índices de validade dos critérios, que posteriormente foram submetidos a tratamento estatístico.

Resultados: De setembro de 2015 a agosto de 2016, 32 alunos examinaram 130 pacientes e os resultados do emprego do formulário digital no diagnóstico da apendicite aguda foram: sensibilidade 80%, especificidade 82%, valor preditivo positivo 45%, valor preditivo negativo 95%, acurácia 82%.

Conclusões: Os resultados obtidos foram satisfatórios, houve fácil adesão e adaptabilidade ao método, que pode redundar em ferramenta útil de apoio ao ensino.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools