Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 82-83 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 82-83 (October 2017)
P‐023
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.024
Open Access
HAMARTOMA CÍSTICO RETRORRETAL ‐ TAILGUT CYST
Visits
...
Paula Mendonça Taglietti, Guilherme da Rosa, Fernanda Lopes, Adriano Gonçalves Ruggero, Thiago Agostini Braga, Maristela Gomes Almeida, Thiago Ibiapina Alves
Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo (HSPM‐SP), São Paulo, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: Os hamartomas císticos são tumores provenientes de vestígios embrionários caudais, em geral multiloculados, de parede delgada, internamente de coloração amarelada, preenchidos por secreção espessa, mucoide e clara, até um fluido amarelo esverdeado. São revestidos por uma variedade de epitélios, mas a presença de epitélio colunar ou de transição é necessária para distingui‐los dos cistos dermoide e epidermoide.

Relato de caso: Paciente E.N.L., 34 anos, veio em consulta na proctologia, com queixa de dor e abaulamento em região sacral, que piorava ao sentar‐se, e esses sintomas pioram nos últimos três meses. Fez TC e RNM de abdome e pelve, que evidenciaram uma volumosa formação cística em fossa isquiorretal, multiloculada, deslocava e abaulava o complexo elevador do ânus, da próstata e vesícula seminal, media 14,5 x 5cm em seus maiores eixos. Colonoscopia sem alterações. Submetido a procedimento cirúrgico em abril de 2016, por via retroretal, porém sem a necessidade de sacrectomia. Resultado da patologia: formação cística com superfície interna revestida por faixa de epitélio plano estratificado com espessura irregular ao lado de áreas revestidas por epitélio colunar. Externamente havia tecido conjuntivo com vasos congestos e focos hemorrágicos. Adjacentes havia tecidos moles representados por tecido muscular esquelético e conjuntivo‐adiposo com vasos conceitos. Diagnóstico: hamartoma cístico retrorretal com inflamação crônica.

Discussão: Na maioria dos casos, são assintomáticos. Quando há presença de sintomas, esses são devido à compressão ou invasão de órgãos ou nervos adjacentes, como dor em região lombar ou de membros inferiores, sensação de peso no hipogástrio e constipação. Toque retal com massa palpável, esse exame é o mais efetivo e barato para identificação desses tumores.

Conclusão: O tratamento de eleição dos tumores retrorretais é a ressecção cirúrgica com margens livres, previnem‐se desse modo complicações, como a degeneração maligna, infecção e compressão nervosa.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools