Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 119 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 119 (November 2019)
483
Open Access
Hernioplastia incisional perineal: relato de caso
Visits
...
E.A. Rolim, M.M. Sousa, A.S. Vilarinho, M.M. Ribeiro, A.C. Moreira, J.C.A. Silva, L.B. Olinda Batista, B.R. Andrade Júnior
Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza, Fortaleza, CE, Brasil
Article information
Full Text

Área: Doenças Anorretais Benignas

Categoria: Relatos de caso

Forma de Apresentação: Pôster

Objetivo(s): Relatar um caso clínico de hérnia perineal incisional após amputação abdominoperineal do reto realizada devida a neoplasia de reto baixo.

Descrição do caso: Paciente de 63 anos, sexo masculino, realizou em dezembro de 2017 uma amputação abdominoperineal do reto por neoplasia de reto baixo sem intercorrências. Em novembro de 2018, procurou atendimento médico com queixa de abaulamento e desconforto na região do períneo, sendo constatada a presença de uma hérnia incisional no local. Em maio de 2019 foi, então, submetido ao tratamento cirúrgico com realização de hernioplastia por via perineal. Foi realizada uma incisão longitudinal no períneo, com identificação de alças de delgado aderidas à pelve e compondo o saco herniário. Realizou-se em seguida a lise das aderências, enteropexia das alças intestinais acima da região perineal, herniorrafia incisional perineal com aposição de tela de prolene e colocação de dreno de sucção n° 4.8 como dreno sentinela. O paciente evoluiu clínica e hemodinamicamente estável no pós-operatório e segue em acompanhamento ambulatorial.

Discussão: A hérnia perineal secundária é uma condição incomum, com incidência maior em mulheres, representando 66% dos casos e com idade média para surgimento aos 59 anos. O aparecimento da hérnia ocorre, em média, após 22 meses da realização da primeira cirurgia. Além disso, a terapia neoadjuvante para tratamento da doença de base tem sido questionada como um possível fator de risco para o surgimento da hérnia perineal. Os pacientes apresentam-se clinicamente com desconforto e sensação de peso no períneo, podendo haver sintomas urinários e obstrução intestinal. Usualmente, a queixa de desconforto perineal é considerada uma indicação cirúrgica; ademais, erosão da pele sobre a bolsa herniada, obstrução intestinal, e dificuldade de micção devido à herniação da bexiga são, também, outras indicações para o reparo cirúrgico. O tratamento cirúrgico é o padrão ouro e a abordagem pode ser por via perineal, abdominal ou videolaparoscópica. Alguns trabalhos mostram que a via perineal é a mais indicada devido aos melhores resultados, no entanto, ainda não está bem estabelecida a melhor técnica de tratamento, necessitando de mais estudos para definir a conduta ideal diante desse tipo de hérnia.

Conclusão: A hérnia incisional perineal é uma condição rara o que torna a realização da hernioplastia incisional perineal um procedimento infrequente na prática médica. Percebe-se ainda a necessidade de estudos mais consistentes que evidenciem os fatores de risco para o surgimento desse tipo de hérnia, bem como estabelecer a conduta cirúrgica mais adequada para resolução desse problema.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools