Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 22 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 22 (October 2018)
P132
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.049
Open Access
HISTOPLASMOSE DE ACOMETIMENTO COLÔNICO E ANORRETAL EM PACIENTE COM SIDA: RELATO DE CASO
Visits
...
Malú Aeloany Dantas Sarmento, Hélio Moreira, José Paulo Teixeira Moreira, Ayr Nasser, Valesca de Souza Ueoka Sobreira, Pedro Ivo Calegari, Livia Gomes Carmignolli, Wilmar Araujo Junio, Paula Chrystina Caetano Almeida Leite
Hospital das Clínicas (HC), Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil
Article information
Full Text

A histoplasmose é uma micose invasiva, causada pelo histoplasma capsulatum. O quadro clínico varia desde infecções assintomáticas até quadros graves disseminados observados principalmente em pacientes imunossuprimidos. O presente resumo relata um caso de histoplasmose gastrointestinal em paciente com AIDS. Indivíduo do sexo masculino, 53 anos, garço, residente em goiânia‐go, natural de cristópolis‐ba, procurou hospital das clínicas, universidade federal de goiás apresentando nodulação endurecida em margem anal com saída de secreção purulenta, associado à astenia, febre diária, linfadenomegalia inguinal, perda ponderal de 5kg, monilíase oral epigastralgia. Os exames laboratoriais apresentaram sorologia reagente para hiv com ltcd4 de 47 céls e carga viral: 42613 cópias/mm3. A endoscopia digestiva evidenciou monilíase esofágica, a biópsia foi positiva para cândida sp, retossigmoidoscopia flexível progrediu até transição retossigmoide onde encontrou‐se lesão estenosante de caráter infiltrativo sendo intransponível, além de úlceras retais de bordos elevados e fundo fibrinoso, e lesão fistulizante perianal às 7h, todas biópsias mostraram estruturas leveduriformes fúngicas de tamanhos variados sugerindo histoplasma capsulatum. Tratado itraconazol 200mg/dia e tarv, evoluiu com melhora clínica, recebendo alta hospitalar 40 dias após a admissão. A histoplasmose gastrointestinal é uma manifestação pouco frequente, que pode ser secundária a histoplasmose mediastinal ou no início da forma disseminada. As lesões podem ser inicialmente confundidas com doença inflamatória intestinal, sarcoma de kaposi, e neoplasias. A letalidade é elevada nos casos de histoplasmose disseminada progressiva não tratados. O tratamento com antifúngicos é altamente eficaz, e a taxa de recidiva da doença reduz após a introdução coadjuvante da tarv e elevação da contagem ltcd4 acima da 200 células.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools