Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 31 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 31 (October 2017)
TL7‐071
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.370
Open Access
IMPACTO DA CORREÇÃO DE RETOCELE VIA TRANSPERINEAL/VAGINAL NO ESCORE DE CONSTIPAÇÃO INTESTINAL AVALIADO POR QUESTIONÁRIO PADRÃO
Visits
...
Renata Soares Paolinelli Botinha Macedo, Sinara Mônica de Oliveira Leite, Raquel Martins Cabral
Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg), Hospital Governador Israel Pinheiro (HGIP), Belo Horizonte, MG, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: Retocele é a herniação da parede retal anterior no lúmen da vagina. Tem como fatores de risco: parto via transvaginal, constipação intestinal crônica (CIC) associada ao esforço evacuatório e envelhecimento. Pacientes sintomáticos podem se beneficiar com tratamento cirúrgico.

Objetivos: Avaliar o impacto da cirurgia transperineal/vaginal para correção de retocele no escore de constipação intestinal através de questionário‐padrão aplicado no pré e pós‐operatório.

Material e métodos: Foram incluídas pacientes com retocele sintomática que optaram pela cirurgia. Período: junho de 2015 a fevereiro de 2016. As pacientes responderam questionário padronizado baseado no escore de Agachan aplicado no pré‐operatório, no quarto mês de pós‐operatório e um ano após o procedimento.

Resultados: Doze pacientes, com média de 61,7 anos, foram incluídas no estudo. Todas foram submetidas a parto transvaginal (média de 3,1 partos); 66,7% submeteram‐se a parto via cesariana. Com relação a cirurgia prévias, 33% foram submetidas a histerectomias. Das 12 pacientes operadas, somente uma não faz ingestão diária de fibras; 33% ingerem diariamente no mínimo 1,2 L de água, 33% ingerem de 800mL a 1,2 L e 33% ingerem de 200 a 600mL. Todas as pacientes apresentaram melhoria do escore de Agachan quando se compara o questionário respondido no pré‐operatório e no quarto mês de pós‐operatório. A média do Agachan foi menor quando se compara pré‐operatório e após quatro meses (p<0,00001) e pré‐operatório com um ano de procedimento (p<0,00001), mas quando a comparação foi de quatro meses com um ano não ocorreu diferença significativa (p=0,506).

Conclusão: A cirurgia transperineal/vaginal para correção de retocele garante melhoria sustentada da constipação intestinal e de seus sintomas associados.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools