Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 26 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 26 (October 2018)
P14
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.057
Open Access
IMPACTO DO CÂNCER COLORRETAL NO BRASIL: RESULTADOS ALARMANTES
Visits
...
Marley Ribeiro Feitosa, Rodrigo Saad Rodrigue, Josiane Harumi Cihoda Lope, Fernanda Costa Pereira, Rogério Serafim Parra, Omar Féres, José Joaquim Ribeiro da Rocha
Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo (USP), Ribeirão Preto, SP, Brasil
Article information
Full Text

Objetivo: Avaliar o impacto do câncer colorretal (CCR) no Brasil.

Método: Estudo epidemiológico, descritivo, realizado a partir dos dados de morbimortalidade obtidos e disponibilizados pelo Departamento de Informática do SUS (DATASUS/Ministério da Saúde).

Resultados: Entre os anos de 1979 e 2015, foram registrados 284.074 óbitos por CCR. O incremento no número absoluto de óbitos foi maior no sexo masculino (560%), em indivíduos acima de 50 anos (567%) e na região Centro‐Oeste (1.201%). Houve aumento de 274% na taxa de mortalidade por CCR, que foi mais expressivo entre homens (303%), entre indivíduos abaixo de 50 anos (212%) e na região Centro‐Oeste (490%). Em relação aos Anos Potenciais de Vida Perdidos, partindo da premissa de uma expectativa de vida de 70 anos de idade, estimou‐se que 1.399.745 anos de vida foram perdidos por CCR. De 2000 a 2015, observou‐se aumento de 505% no número anual de internações, principalmente nas regiões Sul (626%) e nordeste (577%). No mesmo período, a média brasileira de permanência hospitalar nas internações por CCR sofreu diminuição de 9,1 para 6 dias. Os gastos com a doença de 2000 a 2015,foram estimados em R$ 1.656.234.501,05 com aumento de 350% no país, mais importante na região nordeste (552%).

Conclusões: Observou‐se aumento alarmante do impacto do CCR no Brasil.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools