Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 40 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 40 (October 2017)
TL10‐091
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.390
Open Access
INCIDÊNCIA DE PÓLIPOS ADENOMATOSOS EM INDIVÍDUOS COM MENOS DE 50 ANOS SUBMETIDOS A VIDEOCOLONOSCOPIA
Visits
...
Olane Oliveira, Nóbrega Mario, Guilherme Neiva, Pedro Viana, Silvana Silva, Fábio Soares, Maurício Cotrim
Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF), Brasília, DF, Brasil
Article information
Full Text

Objetivo: Comparar a incidência de pólipos adenomatosos e pólipos não adenomatosos em indivíduos de até 49 anos e indivíduos com 50 anos ou mais.

Método: Foi feito um estudo retrospectivo dos laudos de videocolonoscopias feitas em uma unidade pública de saúde em 2016. Foram revisados laudos consecutivos dispostos no banco de laudos do serviço de acordo com a data de feitura, independentemente da indicação para o exame. Os pacientes sabidamente portadores de doença inflamatória intestinal foram excluídos. Os laudos das análises histopatológicas dos pólipos ressecados foram obtidos a partir dos prontuários dos pacientes. Foi avaliada a incidência de pólipos adenomatosos e não adenomatosos em indivíduos de até 49 anos e indivíduos com 50 anos ou mais.

Resultados: Foram analisadas 146 colonoscopias feitas em 2016. A incidência de pólipos adenomatosos em indivíduos de até 49 anos foi de 11,5% e de pólipos não adenomatosos foi de 9,6%. A incidência foi maior no grupo com 50 anos ou mais: foram evidenciados pólipos adenomatosos em 34,6% e não adenomatosos em 41,3% dos pacientes.

Conclusão: Apesar de os pacientes de até 49 anos terem menor incidência de pólipos adenomatosos, parte dessa população exige uma maior atenção nos programas de rastreamento do câncer colorretal.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools