Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 31 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 31 (October 2018)
P15
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.068
Open Access
INTUSSUSCEPÇÃO INTESTINAL COMO COMPLICAÇÃO DE CÂNCER COLORRETAL – UM RELATO DE CASO
Visits
...
Fabricio Barbosa Matosa,b, Julia de Castro de Souzaa,b
a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, Itabuna, BA, Brasil
b Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Ilhéus, BA, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: O câncer colorretal (CCR) é uma neoplasia bastante frequente, sendo responsável por alta morbimortalidade. O quadro clínico do CCR irá variar com o tamanho e a localização do tumor, mas em situação de emergência a apresentação clínica mais comum é a obstrução. Pode haver também sangramento, fístula e intussuscepção, sendo essa última a forma mais rara.

Descrição do caso: Homem de 56 anos compareceu ao serviço de Oncologia com história de dor abdominal, eructações e vômitos pós‐alimentares há dois anos. Realizou Colonoscopia e TC que evidenciaram tumoração em cólon transverso, próximo da flexura esplênica, com importante estreitamento luminal. Após diagnóstico e estadiamento do câncer, foi hospitalizado para cirurgia eletiva, já com dor abdominal intensa, parada de eliminação de gases e fezes e hematoquezia de pequena monta ao esforço evacuatório. Ao exame, presença de abdome distendido, com ruídos hidroaéreos reduzidos em hemiabdome esquerdo, maciço à percussão em quadrante inferior esquerdo e dor difusa à palpação superficial. Radiografia de Abdome Agudo evidenciou presença de níveis hidroaéreos e distensão gasosa de alças colônicas até o nível do sigmoide. Dessa forma, foi submetido à laparotomia, que identificou distensão de alças intestinais, pequena quantidade de líquido livre e tumoração com invaginação do ângulo esplênico até parte do sigmoide, promovendo lesão isquêmica nesse último. Foi feita hemicolectomia esquerda e anastomose término‐terminal transverso sigmoide.

Discussão: A intussuscepção intestinal é uma condição infrequente em adultos, representando cerca de 1 a 5% dos casos de obstrução intestinal nessa faixa etária e ocorre quando um segmento proximal do intestino entra na luz intestinal do segmento distal. Em adultos, a maioria dos casos está relacionada com a presença de tumores, sendo grande parte deles malignos. Pode ser classificada como: entérica, ileocólica, ileocecal e colocolônica. Dor abdominal é o sintoma mais comum. Exames de imagens auxiliam no diagnóstico e na intervenção precoce, mas o diagnóstico de certeza baseia‐se nos achados cirúrgicos. O tratamento requer abordagem individualizada, mas comumente resulta em ressecções dos segmentos intestinais envolvidos, pois a causa da invaginação intestinal costuma ser uma lesão potencialmente maligna.

Conclusão: A intussuscepção intestinal deve sempre ser aventada frente quadros de obstrução intestinal, principalmente à suspeita ou diagnóstico de câncer colorretal.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools