Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 89 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 89 (November 2019)
655
Open Access
Leiomioma retroperitoneal localizado em região anorretal ‐ relato de caso
Visits
...
C.P. Oliveira, B.I. Silva, P.I. Calegari, M.A.D. Sarmento, A. Nasser Junior, H. Moreira Junior, J.P.T. Moreira, P.C.C.A. Leite
Universidade Federal de Goiás (UFG), Goiânia, GO, Brasil
Article information
Full Text

Área: Miscelâneas

Categoria: Relatos de caso

Forma de Apresentação: Pôster

Objetivo(s): Apresentar um caso de leiomioma retroperitoneal localizado na região anorretal.

Descrição do caso: Paciente E.R.C., sexo feminino, 43 anos, solteira, do lar, admitida no Hospital das Clínicas de Goiânia‐GO encaminhada do Hospital Araújo Jorge de Goiânia‐GO, com queixa de caroço perto do ânus. Refere que há cerca de 3 anos identificou nódulo na região anal, firme e sem sangramento. Há dor associada, sem piora com evacuação. Refere ainda hábito intestinal normal, com fezes pastosas, eventualmente endurecidas. Antecedente pessoais: laqueadura há 15 anos; nega comorbidades e uso de medicamentos. Hábitos de vida: baixa ingesta hídrica e alimentação rica em fibras. Exame físico: palpação da região glútea direita com lesão bem delimitada, fibroelástica, fixa, indolor, sem sinais flogísticos; toque retal realizado, com presença de abaulamento desde a margem anal até aproximadamente 10cm de extensão, diminuindo a luz do reto. Exames complementares: ressonância magnética de pelve demonstrando lesão expansiva, solida e volumosa com epicentro na fossa isquioanal direita, com extensão para espaço para‐retal direito; realizada biopsia da lesão, com anatomopatológico revelando lesões fusocelulares de aspecto benigno e imuno‐histoquímica compatível com leiomioma. Paciente foi encaminhada para cirurgia para realização de exérese de lesão. Procedimento com sucesso, sem intercorrências pós‐operatórias e paciente orientada para seguimento ambulatorial.

Discussão e Conclusão(ões): Leiomiomas de origem anoretal, diferentemente dos leiomiomas uterinos, são raros na literatura. No trato gastrointestinal, o esôfago e o reto são os locais mais prevalentes, sendo o crescimento tumoral intraluminal mais de 50% dos casos. Neste caso, pelo fato de o tumor ter seu epicentro na fossa isquioanal e crescimento extrarretal, o consideramos um leiomioma anoretal, localização rara para esse tipo de tumor representando apenas 0,1% dos casos de tumores retais. Categorizado como tipo retroperitoneal, esse acomete apenas mulheres e mais comumente no período peri‐menopausal, o que representa este caso. A clínica é caracterizada por um nódulo perianal, com sintomas associados, muito variados desde distúrbios intestinais a casos assintomáticos. Para o diagnóstico do leiomioma é imprescindível o anatomopatológico com imuno‐histoquímica compatível, pois há diagnósticos diferenciais importantes como: tumores estromais gastrointestinais, leiomiossarcomas, endometriomas, lipomas, lipossarcomas e fibrossarcomas. Tem bom prognóstico se houver ressecção completa, havendo uma taxa de 40% de recorrência e 10% de recorrer como um leiomiossarcoma se não houver extirpação do tumor ou ser maior que 5cm. Tratamento é apenas cirúrgico.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools