Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 65-66 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 65-66 (October 2018)
P214
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.139
Open Access
LEVANTAMENTO DO QUANTITATIVO DE DOENÇAS ORIFICIAIS CIRÚRGICAS DE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS)
Visits
...
Livia Barbosa da Silva, Rodolfo Cordeiro Fonseca, Tarciana Ribeiro Santos, Maruska Dib Iamut, Paulo Cesar de Castro Junior, Luiz Fernando Pedrosa Fraga, Francisco Lopes Paulo
Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Article information
Full Text

Objetivo: Realizar o levantamento do quantitativo das doenças orificiais com indicação de tratamento cirúrgico diagnosticadas, acompanhadas e tratadas cirurgicamente em Hospital Universitário do SUS.

Método: Analisou‐se, por meio da base de dados do ambulatório de Coloproctologia, o quantitativo de pacientes que receberam diagnóstico das mais diversas patologias orificiais, mas o foco da equipe foram as doenças orificiais com indicação de tratamento cirúrgico, bem como as patologias que efetivamente foram operadas no período de 18 de março de 2014 até 11 de junho de 2018.

Resultado: Nessa pesquisa, existiram 769 patologias orificiais cadastradas com intenção cirúrgica, sendo realizadas 509 cirurgias no intervalo estudado, representando 66% dos pacientes. Entre essas patologias as mais indicada para cirurgia no ambulatório de Coloproctologia do SUS foram os 232 casos exclusivos de doenças hemorroidárias, bem próximo estariam as 207 ocorrências restritas de fístulas anais.

Conclusão: Dentre os atendimentos do ambulatório de Coloproctologia, há uma ampla demanda de patologias orificiais que levam para uma indicação de tratamento cirúrgico. Ressalta‐se que esse número de intervenções cirúrgicas se submetem às limitações de acompanhamento ambulatorial pré‐operatório e leitos insuficientes no Sistema Único de Saúde. Por isso, não é possível alcançar os desempenhos satisfatórios estipulados pelas metas e taxas definidas por organizações internacionais. Uma solução dessa problemática seriam políticas públicas direcionadas para resolução dos obstáculos entre os diagnósticos dos serviços ambulatoriais e as cirurgias efetivas das atividades de internação.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools