Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 87-88 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 87-88 (October 2018)
P44
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.188
Open Access
LINITE COLÔNICA PRIMÁRIA POR ADENOCARCINOMA DO TIPO COMEDO‐CRIBIFORME
Visits
...
Ursula Araújo de Oliveira Galvão Soares, Euler de Medeiros Azaro Filho, Lina Maria de Goes Codes, Thamy Cristine Santana Marques, Aline Landin Mano, Arthur Rosado de Queiroz, Flavia de Castro Ribeiro Fidelis
Hospital São Rafael, São Paulo, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A linite colônica (LC) é uma patologia rara, manifestando‐se geralmente como metástase de outros órgãos. O seu acometimento primário perfaz menos de 0,1% dos cânceres colônicos, com prognóstico reservado e elevado índice de recidiva.

Relato de caso: M.R.B.C., 54 anos, com história de alteração do hábito intestinal e perda de peso. Realizou colonoscopia com evidência, a 18cm da borda anal, de lesão extensa, de aspecto polipoide, ocupando toda a circunferência do órgão, não permitindo a passagem do aparelho, com histologia compatível ao adenocarcinoma. Exames de estadiamento demonstraram acometimento da gordura pericólica e importante linfonodomegalia mesentérica e periaortica. Submetida a colectomia esquerda, cuja peça cirúrgica demonstrou lesão de 25cm de extensão, endurecida, promovendo tortuosidade rígida do cólon, além de linfonodomegalias difusas no mesentério. Histologia demonstrou infiltração até a gordura peri‐intestinal, com margem cirúrgica radial comprometida e presença de 40 linfonodos positivos de 43 ressecados. Anatomia patológica da peça cirúrgica foi inconclusiva. Realizado estudo imuno‐histoquímico, mostrando‐se tratar de adenocarcinoma do tipo comedo‐cribiforme (ACC). Submetida a quimioterapia adjuvante com 5‐fluoracil e oxaliplatina, encontra‐se em acompanhamento há um ano, sem evidência de recidiva local ou metastática.

Discussão: Linite é caracterizada por um espessamento difuso da parede intestinal, secundário a invasão de células oncogênicas e pela resposta fibrótica à essas células. A sua apresentação colônica primária é rara, principalmente em comparação com a localização gástrica, que é responsável por mais de 90% da linite digestiva. O diagnóstico é geralmente tardio, apresentando alto acometimento linfático e peritoneal, mas com baixo índice de metástases hepáticas. O tipo histológico comedo‐cribiforme está associado a maior agressividade, com grande metástase linfonodal e prognóstico reservado, possuindo recidiva em média nos 10 primeiros meses e alta mortalidade.

Conclusão: Este foi o primeiro caso encontrado na literatura de LC primária associado ao ACC. Apesar do baixo prognóstico relacionado a essas entidades, não houve sinais de recidiva da doença no caso apresentado.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools