Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 116-117 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 116-117 (November 2019)
470
Open Access
Metástase mamária de câncer colorretal: Um relato de caso
Visits
...
G.O.S. Fernandes, G.B.M. Oliveira, N.C. Mota, M.T. Pinto, M.T.C.C. Oliveira, R.G.L. Barreto, B.B.F. Soares, J.B.P. Barreto
Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HUUFMA), São Luís, MA, Brasil
Article information
Full Text

Área: Doenças malignas e pré‐malignas dos cólons, reto e ânus

Categoria: Relatos de caso

Forma de Apresentação: Pôster

Objetivo(s): Descrever um caso raro de metástase mamária de câncer colorretal em uma paciente atendida em um Hospital de referência em São Luís‐MA.

Descrição do caso: O presente relato descreve um caso de uma paciente de 38anos de idade, incialmente referindo quadro de sangramento anorretal em julho de 2017, atendida no serviço de Coloproctologia de um Hospital Universitário. Em outubro de 2017 foi evidenciado lesão ulcerada vegetante na transição anorretal, com resultado histopatológico de adenocarcinoma de reto inferior pouco diferenciado invasivo. Durante o acompanhamento foi detectado nodulação palpável em mama direita e linfonodo cervical posterior, ambos cerca de 3cm inicialmente. Realizou RT e QT neoadjuvantes. Posteriormente, foi ressecado o linfonodo cervical com histopatológico de metástase de adenocarcinoma variante de células em anel de sinete. Em relação à lesão mamária, que apresentou crescimento rápido e indolor, foi optado por tratamento cirúrgico após resolução do câncer primário. Em agosto de 2018, foi submetida à amputação abdominoperineal em oncologia. Além dessas metástases, foi observada em RM da bacia lesão óssea expansiva em trocânter maior femural esquerdo. A paciente evoluiu ao óbito no dia 24/02/2018.

Discussão: O câncer colorretal é o terceiro tipo de câncer mais comum no mundo e a segunda causa mais comum de mortalidade por câncer após o câncer de pulmão. A metástase à distância é uma causa comum de morte em pacientes com câncer colorretal e esses locais geralmente ocorrem no fígado, pulmões, cavidade peritoneal e osso em ordem decrescente, além de raramente, ocorrer na mama. Neste caso, pode imitar um câncer de mama primário e pode apresentar problemas diagnósticos confusos. Foi observado na literatura um total de 32casos, sendo o mais antigo em 1976. É mais prevalente no sexo feminino (94%), idade média é de 51,1 anos (variação 28–86 anos). Em média, aparece com 25meses (variação de 1–10 anos) após o diagnóstico de câncer colorretal. O diagnóstico do câncer mamário secundário, por ter uma incidência rara e poucos casos descritos na literatura, é desafiador para o especialista, sendo considerado de extrema relevância na prática clínica. Além disso, o seu manejo, devido ocorrer no contexto de uma doença disseminada e com prognóstico ruim, é discutível, tendo como principal a quimioterapia com Capecitabina oral, reservando a abordagem cirúrgica para as lesões volumosas e dolorosas.

Conclusão: O presente relato destaca a possibilidade de se encontrar câncer de mama secundário ao câncer colorretal. Por isso, é necessário adicionar na propedêutica do câncer colorretal exame periódico da mama. E se observado massa mamária incidental em exame radiológico após cirurgia de câncer colorretal, aventar a possibilidade de metástase mamária.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools