Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 92 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 92 (October 2017)
P‐044
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.045
Open Access
METÁSTASE PARA SUBGLOTE DE ADENOCARCINOMA DE RETO
Visits
...
Débora Ebert Esteves, John Chii Tyng Chao, Renan Cesar Zanon Teixeira, Thiago da Silveira Manzione, Ivan Rondelli, Norberto Kodi Kavabata, Fang Chia Bin
Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: Segundo a Organização Mundial de Saúde, o câncer colorretal é o terceiro mais diagnosticado em homens e o segundo em mulheres. Além da disseminação locorregional, existe a possibilidade de disseminação hematogênica e linfática que ocorre mais frequentemente para pulmão, fígado e ossos.

Objetivo: Descrever apresentação incomum da metástase de câncer colorretal para região subglótica da laringe

Descrição do caso: Paciente de 42 anos com diagnóstico primário de adenocarcinoma de reto baixo (T3N1M0) tratada adequadamente com radioterapia e quimioterapia neoadjuvantes e retossigmoidectomia com ileostomia protetora. No seguimento ambulatorial, uma metástase para pulmão foi evidenciada pela tomografia computadorizada. Foi feita lobectomia e após seis meses houve comprometimento da região subglótica da laringe. A ressecção cirúrgica foi feita e complementada com quimioterapia e radioterapia adjuvantes. Atualmente, a paciente mantém‐se em quimioterapia.

Discussão: Não há trabalhos que definam a incidência e a prevalência de metástase de câncer colorretal para a laringe. Entretanto, dois autores levantaram o perfil dos tipos de câncer metastático na laringe em dois momentos. O primeiro trabalho, de Ferlito et. al, analisou 120 relatos de caso até 1987, apontou o melanoma e o carcinoma de células renais como os tipos mais comuns que enviam metástase para a laringe. Já após 1988, Zenga et al. apontaram que o câncer colorretal se tornou o mais comum. A hipótese para a mudança do perfil é a associação do aumento do diagnóstico de câncer colorretal com o envelhecimento da população. Assim, isso pode significar que apresentações incomuns de metástase do câncer colorretal podem se tornar mais frequentes na prática clínica.

Conclusão: A metástase para laringe de adenocarcinoma colorretal é rara. No entanto, o acompanhamento ambulatorial com propêutica armada é fundamental no controle da doença.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools