Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 151 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 151 (October 2017)
P‐180
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.181
Open Access
NEUROESTIMULAÇÃO SACRAL NO TRATAMENTO DE INCONTINÊNCIA FECAL: SÉRIE DE CASOS
Visits
...
Matheus Duarte Massahuda, Marcilio José Rodrigues Limaa, Fabio Gontijo Rodriguesa, Luciana Moreno Marquesb, Nathalia Nascentes Coelho dos Santos Omera, Pedro José Guimarães Cardosoa, Patricia Costa Sant’Anaa
a Santa Casa de Belo Horizonte, Belo Horizonte, MG, Brasil
b Instituto Mineiro de Gastroentetologia (Imeg), Belo Horizonte, MG, Brasil
Article information
Full Text

Objetivo: Apresentar uma série de casos com o intuito de avaliar os resultados da estimulação nervosa sacral (SNS) no tratamento de incontinência fecal refratária à terapia conservadora.

Método: Coleta de dados de prontuário das pacientes submetidas a implante definitivo de SNS. Avaliação de escalas de Wexner e de qualidade de vida – Fecal Incontinence Quality of Life (FIQL) – no pré e pós‐operatório. Foram também coletadas informações de diário preenchido pelas pacientes com percepção subjetiva do impacto da incontinência na qualidade de vida.

Resultados: Quatro pacientes do sexo feminino foram submetidas ao implante definitivo do estimulador nervoso sacral. Feita manometria anorretal em todos os casos. Pacientes passaram por tratamento medicamentoso, fisioterápico e biofeedback, sem sucesso. Foram avaliados o controle da musculatura perineal e perianal, a força (escala de Oxford), a resistência (escala de Ortiz), o impacto na qualidade de vida (FIQL) e a avaliação da gravidade da incontinência (Wexner). Paciente 1: 64 anos, incontinência ativa com sete anos de duração. FIQL pré‐operatório=estilo de vida 3,4/ enfrentamento 2,8/ depressão e autopercepção 3/ constrangimento 1,3. Wexner pré‐operatório=12. FIQL pós‐operatório=3,6/4,0/3,8/3,6. Wexner pós‐operatório=3. Paciente 2: 65 anos, incontinência ativa com três anos de duração. FIQL pré‐operatório=1,1/1,37/2,85/1,0. Wexner pré‐operatório=10. FIQL pós‐operatório=2,6/2,4/3,5/1,6. Wexner pós‐operatório=4. Paciente 3: 56 anos, incontinência ativa com sete anos de duração. FIQL pré‐operatório=2,1/2,33/2,85/3. Wexner pré‐operatório=9. FIQL pós‐operatório=4/4/4/4. Wexner pós‐operatório=2. Paciente 4: 62 anos, incontinência ativa com cinco anos de duração. FIQL pré‐operatório: 1,7/1,22/1,57/1,33. Wexner pré‐operatório: 13. FIQL pós‐operatório: 3/2,42/1,33. Wexner pós‐operatório=10. Não houve complicações relacionadas ao implante.

Conclusão: A incontinência fecal é transtorno com grande impacto na qualidade de vida. Dentre as opções de tratamento cirúrgico, o SNS apresenta bons resultados em curto e longo prazo quando respeitadas as indicações.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools