Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 160 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 160 (October 2017)
P‐203
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.204
Open Access
PACIENTES COM COLOSTOMIA ABDOMINAL TEMPORÁRIA: PERFIL SOCIOEPIDEMIOLÓGICO
Visits
...
Mauricio Guerra
Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (Emescam), Vitória, ES, Brasil
Article information
Full Text

Objetivo: Identificar o perfil socioepidemiológico de pacientes portadores de colostomia abdominal temporária (CAT).

Método: Foram analisados 50 prontuários de pacientes adultos de ambos os sexos, com CAT, atendidos no Ambulatório de Reversão de Estomas do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Vitória (ES), entre março de 2012 e junho de 2014, e coletadas as seguintes informações: gênero, idade, estado civil, etnia, grau de escolaridade, religião, renda mensal, profissão e ocupação, número de filhos. Para a análise dos dados foi usado o software SPSS e feita uma análise descritiva na qual os dados categóricos foram expressos em seus números absolutos e percentuais; para os dados quantitativos métricos foram determinadas suas medidas de posição central e variabilidade como a mediana, a média e o desvio‐padrão.

Resultados: Predominou o gênero masculino (72%), idade global média de 44,26 anos (± 20,76), sem ocupação laboral remunerada (68%), não ativos (66%), ensino fundamental incompleto (46%), renda mensal entre um e dois salários mínimos (54%), casados (40%), católicos (46%) e cor branca (48%). O número de filhos teve relação direta com a idade.

Conclusão: O paciente com CAT é predominantemente do gênero masculino, hígido, adulto jovem e de meia‐idade, vítima de trauma, com baixa renda e escolaridade.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools