Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 13-14 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 13-14 (October 2017)
TL3‐030
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.329
Open Access
PADRÃO DE RECIDIVA DO ADENOCARCINOMA DE RETO APÓS TRATAMENTO CIRÚRGICO
Visits
...
Roberta Nascimento Cypreste, Gustavo Sevá Pereira, Joaquim José Oliveira Filho, Paula Buozzi Tarabay, Sandra Pedroso De Moraes
Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, Campinas, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A sobrevida do câncer de reto tem sido relacionada principalmente ao estadiamento clinicopatológico. A recidiva é um dos maiores desafios no tratamento, apresenta altos índices de morbimortalidade.

Objetivo: Demonstrar o perfil dos casos de adenocarcinoma de reto tratados cirurgicamente e avaliar a recidiva.

Métodos: Estudo retrospectivo que avaliou 122 pacientes, operados para tratamento de adenocarcinoma de reto de março/2003 a julho/2016.

Resultados: Dos pacientes, 22% apresentaram recidiva tumoral, 13,1% deles apresentaram recidiva local. A sobrevida livre da doença foi de 23,9 meses, em média. A taxa de recidiva pélvica é de 3 a 35% em cinco anos. Em 50% dos casos, a recidiva é exclusivamente pélvica com uma sobrevida em cinco anos menor do que 5%.

Conclusão: O presente estudo foi consoante com a literatura na maioria dos aspectos avaliados. Percebe‐se que o número de recidivas poderia ser menor, incentiva a melhoria do serviço.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools