Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 168-169 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 168-169 (November 2019)
516
Open Access
Padrões da incidência do câncer colorretal no brasil de 1990 a 2016
Visits
...
M.C. Rodrigues, S.D.F. Boratto, F. Balsamo, S.H.C. Horta, D.F. Santos, D.F. Santos, R.L.G. Slaibi, L.A.R. Takahashi
Faculdade de Medicina do ABC (FMABC), Santo André, SP, Brasil
Article information
Full Text

Área Doenças malignas e pré‐malignas dos cólons, reto e ânus

Categoria Pesquisa básica

Forma de Apresentação Tema Livre (apresentação oral)

Objetivo(s) Estudar a incidência do câncer colorretal na população brasileira com menos de 50 anos.

Método Estudo ecológico de pacientes com menos de 50 anos diagnosticados com câncer retal invasivo e registrados pela Global Burden of Disease (GBD) no Brasil de 1990 a 2016. Na análise estatística, modelos de regressão linear foram utilizados para avaliar a tendência da incidência desta neoplasia no período estudado. Critérios de Inclusão: pacientes com idade entre 15 e 50 anos, inscritos no GBD com CID 10 C18‐C22.9; D01.0‐D01.3; D12‐12.9 e D 37.3‐D37.5. Foram excluídos os pacientes com idade superior a 50 anos. A tendência também foi estimada de acordo com as taxas padrão nacionais para cada local e faixa etária, com um nível de confiança de 95% usando o programa estatístico Data Analysis e Statistical Software for Professionals (Stata) versão 11.0®.

Resultados Encontrados 215.160 pacientes que cumpriam os critérios de inclusão. Os resultados mostraram associação significativa entre CRC e grupos etários de 15 a 49 anos (p<0,01) em ambos os sexos, enquanto a tendência de associação aumentou com o aumento da idade. Além disso, houve um aumento significativo nas hospitalizações por câncer colorretal em todas as faixas etárias (14 a 49 anos) em ambos os sexos.

Conclusão(ões) O câncer colorretal ainda é um dos mais prevalentes na população em geral, possuindo alta taxa de mortalidade se não diagnosticada nos estágios iniciais da doença. Neste estudo vemos a incidência desta neoplasia em idades inferiores a 50 anos, e uma tendência crescente para esta faixa etária. Este resultado chama a atenção para a falta de cuidado que estes grupos etários mais jovens recebem para a prevenção e rastreio para o câncer colorretal. Uma possível causa para este aumento da incidência deste em menores de 50 anos é o aumento da exposição a fatores nutricionais insatisfatórios, como aumento de carboidratos e gordura na adolescência. Assim, o presente estudo apontou para um aumento drástico nas taxas de internação hospitalar por câncer colorretal no período estudado, especialmente para a faixa etária de 45 a 49 anos. Há necessidade de mais estudos com maior amostragem mas o presente estudo aponta para a necessidade de triagem em faixa etária de 45 a 49 anos pois diagnósticos mais precoces poderiam ser feitos, já que é a idade em que a curva de diagnóstico cresce mais exponencialmente.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools