Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 19-20 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 19-20 (October 2018)
P127
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.043
Open Access
PAPEL DA RETOSSIGMOIDOSCOPIA FLEXÍVEL DE ACESSO RÁPIDO NA AVALIAÇÃO DAS MANIFESTAÇÕES ANORRETAIS
Visits
...
Marley Ribeiro Feitosa, Rodrigo Saad Rodrigue, Raquel Fernandes Coelho, Josiane Harumi Cihoda Lopes, Rogério Serafim Parra, Omar Féres, José Joaquim Ribeiro da Rocha
Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo (USP), Ribeirão Preto, SP, Brasil
Article information
Full Text

Objetivo: Avaliar o incremento diagnóstico da retossigmoidoscopia flexível na avaliação inicial de pacientes com manifestações limitadas à região anorretal.

Método: Análise retrospectiva das retossigmoidoscopias realizadas em pacientes com manifestações anorretais exclusivas, em um ambulatório de coloproctologia, de janeiro de 2014 a julho de 2015.

Resultados: Foram analisados 489 exames. As manifestações relatadas foram: dor anal (63,4%), hematoquezia (38,2%), massa anal (38%), prurido anal (10%), descarga anal (5,9%), dor anorretal (5,3%) e incontinência fecal (1,4%). Em 94 pacientes (19%), houve incremento diagnóstico com o exame. Os principais achados à retossigmoidoscopia foram: adenoma avançado (37.2%), câncer colorretal (14.9%), doença diverticular do sigmoide (28,7%), doença inflamatória intestinal (17%), endometriose (1,1%) e retite actínica (1,1%). Na análise multivariada, sangue nas fezes e dor anorretal foram preditoras independentes de incremento diagnóstico.

Conclusões: A retossigmoidoscopia flexível permitiu incremento diagnóstico em uma parcela significativa de casos.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools