Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 66-67 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 66-67 (October 2017)
V4‐42
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.284
Open Access
PASSAGEM DE PRÓTESE COLÔNICA POR OBSTRUÇÃO INTESTINAL DE ORIGEM NEOPLÁSICA
Visits
...
Doryane Maria dos Reis Limaa, Gustavo Kurachia, Dayanne Alba Chiumentob, Carlos Alberto de Carvalhoa, Barbara Pereira de Larab, Karina Correa Ebrahimb, Ivan Roberto Bonotto Orsoa
a Hospital São Lucas, Cascavel, PR, Brasil
b Gastroclínica Cascavel, Cascavel, PR, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: Como opção ao tratamento cirúrgico nos casos de obstrução intestinal, pode‐se considerar o uso de stent metálico autoexpansível. Seu uso é bem estabelecido nos casos de obstrução neoplásica, é o tratamento de escolha nos casos de obstrução com indicação de tratamento paliativo. É também uma opção válida à cirurgia para paliação da obstrução nos casos de doença maligna extracolônica.

Descrição: Paciente do sexo masculino, 71 anos, diagnosticado com adenocarcinoma de cauda de pâncreas em junho de 2016. Já no diagnóstico apresentava invasão esplênica e da flexura esplênica do cólon, metástase pulmonar e hepática, foi considerado como tratamento paliativo. Evoluiu com dispepsia e constipação intestinal, apresentou em dezembro de 2016 quadro de suboclusão intestinal. Feita tomografia abdominal, evidenciou importante massa extrínseca que comprimia o cólon transverso e obstruía o lúmen intestinal nesse ponto. Optou‐se por passagem de stent metálico autoexpansível no cólon. Paciente apresentou melhoria do quadro de suboclusão intestinal, permaneceu assintomático. Foi a óbito em março de 2017 por causas decorrentes da neoplasia de pâncreas.

Discussão: Uma vez implantados, os stents se expandem lentamente, conseguem assim a permeabilidade da anatomia obstruída. Esse método pode ser usado como uma medida paliativa definitiva ou pode ser usado como tratamento provisório ate a estabilização do paciente para posteriormente fazer a cirurgia. É bem estabelecido o uso de stents metálicos em obstrução intestinal, contudo os dados da literatura sobre seu uso por compressões extrínsecas são escassos.

Conclusão: Este caso veio corroborar a literatura em relação à boa eficácia e segurança na uso de stents metálicos colorretais nos casos de obstrução intestinal.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools