Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 224 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 224 (November 2019)
773
Open Access
PRESERVAÇÃO DA VEIA MESENTÉRICA INFERIOR EM COLECTOMIAS ESQUERDAS ‐ PENSANDO NA DRENAEM VENOSA
Visits
...
A.G.F. Melani, P. Bertulucci, L.G.C. Romagnolo
IRCAD América Latina, Barretos, SP, Brasil
Article information
Full Text

Área Cirurgia Minimamente Invasiva, Novas técnicas cirúrgicas/Avanços Tecnológicos em Cirurgia Colorretal e Pélvicas e Anorretais

Categoria Estudo clínico não randomizado

Forma de Apresentação Vídeo Livre

Objetivo(s) Usualmente na realização das colectomias esquerdas realiza‐se a ligadura da veia mesentérica inferior. Com o intuito de uma maior preservação da drenagem venosa do colón esquerdo distal e sigmoide permitindo uma anastomose mais alta e sem tensão, este vídeo apresenta os passos técnicos para a preservação venosa.

Descrição da técnica O presente vídeo apresenta diversas abordagens dos tumores da flexura esplênica localizados em colón transverso distal ou colón esquerdo proximal, execução dos passos técnicos para a preservação da veia mesentérica inferior. Iniciamos com a identificação da artéria mesentérica inferior que é dissecada na origem, esqueletizada e realizada a linfadenectomia D3. A dissecção prossegue por sobre a mesma até a origem da artéria cólica esquerda que é ligada na sua origem. Utilizando a artéria cólica esquerda como referência, identificamos o cruzamento da veia mesentérica inferior que é esqueletizada a partir deste ponto em direção a sua origem cranial. Após a liberação da veia a cirurgia prossegue de forma usual com a mobilização da flexura esplênica e anastomose intracorpórea.

Discussão e Conclusão(ões) Para as colectomias esquerdas usualmente recomenda‐se anastomoses ao nível do promontorio para diminuir os riscos vasculares associados a deiscência de anastomose. Os cirurgiões usualmente avaliam sempre o fluxo arterial e quase nunca se preocupam com a drenagem venosa. Sabemos que a congestão venosa também pode levar a isquemia que clinicamente se apresenta tardiamente com a necrose do colón abaixado. Neste sentido ilha alguns anos iniciamos a preservação da veia mesentérica inferior nas colectomias esquerdas para garantir um melhor retorno venoso do sigmoide proximal em uma anastomose mais seguras em relação a drenagem venosa. imaginamos que este cuidado possa reduzir a frequências de deiscências anastomoticas nas colectomias esquerdas.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools