Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 179-180 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 179-180 (November 2019)
544
Open Access
Principais resultados da eficiência do uso da macroligadura elástica alta na doença hemorroidária: estudo prospectivo longitudinal
Visits
...
V.Q.M. Nogueira, R.L. de Agostino, G.S. da Rocha, T.B.G.F. de Mendonça, M.Q. da Silva, M.A. Gouvea Faria, J Joudatt, R.L. Kaiser Junior
Kaiser Clínica e Hospital, São José do Rio Preto, SP, Brasil
Article information
Full Text

Área: Cirurgia Minimamente Invasiva, Novas técnicas cirúrgicas/Avanços Tecnológicos em Cirurgia Colorretal e Pélvicas e Anorretais

Categoria: Estudo clínico não randomizado

Forma de Apresentação: Tema Livre (apresentação oral)

Objetivo(s): Avaliou‐se a eficiência da Macroligadura Elástica Alta em termos de melhora dos sintomas, dor, sangramento e estenose no tratamento da doença hemorroidária.

Método: Seguiu estudo modelo prospectivo longitudinal com 102 (cento e dois) pacientes portadores de doença hemorroidária grau II, III e IV. A aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa teve o parecer número: 2.552.193. O seguimento do estudo foi até a décima quinta semana após o procedimento. O diagnóstico de doença hemorroidária foi realizado com exame proctológico. O procedimento foi realizado em regime ambulatorial e alta hospitalar no mesmo dia do procedimento. Todos os pacientes foram submetidos a enema com fosfato de sódio 1 hora antes do procedimento. Cada paciente foi colocado na posição de decúbito lateral esquerdo. Os equipamentos utilizados foram da Ferrari®, com o Aplicador de ligadura elástica por aspiração para macroligadura, de 183mm por 16mm de diâmetro; Anéis para ligadura elástica de 4,6mm x 1,5mm x 3,0mm e Anuscópio chanfrado cônico giratório 360, sem luz fria de 7cm de comprimento por 25mm de diâmetro. Em critério de inclusão adotou‐se pacientes maior de 16 e menor de 65 anos de idade e pacientes com doença hemorroidária sintomática grau II, III e IV. Foram excluídos os pacientes portadores de doenças crônicas como hipertensão portal e discrasia sanguínea, bem como pacientes com fissura anal aguda ou crônica, abscesso ou fístula. Foi realizada análise estatística descritiva, Teste de Equivalência (ANOVA) entre as variáveis, com p>0,05 com diferença significativa. Foi adotado Sim=1 e Não=2 e Intervalo de Equivalência=1;2.

Resultados: Os dados clínicos gerais mostraram a participação de 49 homens (48,0%) e 53 mulheres (51,9%), com idade média de 47,8 (± 13,5) anos. A doença hemorroidária apresentava o Grau I (n=4 (3,9%)), II (n=38 (37,3%)), III (n=54 (52,9%)), IV (n=6 (5,9%)). Em termos de números de mamilos, os pacientes apresentavam um mamilo (n=36 (35,3%)), dois mamilos (n=24 (23,5%)), três mamilos (n=23 (22,5%). Antes do procedimento, apresentavam Dor (Sim=44 (43,1%), Não=58 (56,9%)), Sangramento (Sim=64 (62,7%), Não=38 (37,3%)) e Prolapso (Sim=44 (43,1%), Não=58 (56,9%). Após o procedimento, houve melhora significativa na maioria dos pacientes em relação à Melhora dos Sintomas (média antes/após=1,39/1,15; Diferença=0,039; IC95% (‐0,0731185;1,5), Hipótese nula: p=1,000), Dor (média antes/após=1,57/1,94; Diferença=‐0,42157; IC95% ((‐0,504932; 1,5), Hipótese nula: p=1,000), Sangramento (média antes/após=1,30/1,80; Diferença=‐0,5098; IC95% (‐0,609416;1,5), Hipótese nula: p=1,000) e Estenose (média antes/após=1,44/1,79; Diferença=‐0,3556; IC95% (‐0,453744;1,5), Hipótese nula: p=1,000), da primeira (1) à décima quinta (15) semana.

Conclusão(ões): O uso da macroligadura elástica alta possibilitou melhora significativa em relação aos sintomas, dor, sangramento e estenose, prevenção de novos episódios de trombose e permitiu maior conforto aos pacientes.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools