Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 14 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 14 (October 2018)
P116
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.031
Open Access
PSEUDOTUMOR EM PACIENTE PORTADOR DE DOENÇA DE CROHN
Visits
...
Bruna Zini de Paula Freitas, Paula Cristina Steffen Novelli, Brunno Augusto José Costa, Daniel de Castilho Silva, Danilo Toshio Kanno, Carlos Augusto Real Martinez, Lucas de Sena Leme, Roberta Lais dos Santos Mendonça
Hospital Universitário São Francisco na Providência de Deus, Bragança Paulista, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: Um dos processos mais marcantes da doença de crohn é o impacto na vida dos paciente jovens. A apresentação clínica é muito variada e pode apresentar tanto formas intestinais, com acometimento da doença no íleo terminal, como extraintestinal. A evolução depende muito do tempo de demora até o diagnóstico e inicio do tratamento. Este caso relatauma evolução desfavorável em uma paciente portadora de doença de crohn, que evoluiu com pseudo tumoração, mesmo em vigência de tratamento.

Descrição do caso: Paciente feminino 34 anos, portadora de doença de crohn, estava em acompanhamento com equipe da coloproctologia iniciou um quadro de dores em fossa ilíaca direita associado à diarreia. Após realizar colonoscopia em novembro de 2017, cujo achado foi de edema e hiperemia associado aestenose de íleo terminal, iniciou terapia biológica (adalimumabe com melhora da fase inflamatória. Durante a manutenção, evoluiu com dor abdominal associada à febre e piora do estado geral. Realizou tomografia de abdome com contraste, aventada hipótese de coleção e processo inflamatório próximo ao ceco e íleo terminal. Iniciada antibioticoterapia e corticoterapia, porém devido evolução desfavorável, foi submetida à laparotomia exploradora. No inventario da cavidade foi evidenciada tumoração em ceco com aderência de sigmoide. Devido suspeita de doença neoplásica, optado no momento da cirurgia por colectomia subtotal com ileostomia terminal. A paciente evoluiu bem e segue em acompanhamento ambulatorial, com manutenção de terapia biológica. O anatomopatológico apontou colite crônica com ulceração superficial e profunda, transmural, com presença de reação granulomatosa focal. Ressecados 79 linfonodos com aspecto reacional, compatíveis com doença de Crohn.

Discussão: Pacientes portadores de doença de Crohn precisam ser acompanhados regularmente, de forma clínica e endoscópica.na literatura, há poucos relatos sobre pseudotumor em pacientes com doença de crohn. O diagnóstico diferencial antes da cirurgia é complexo, já que as manifestações clínicas, o aspecto tomográfico e mesmo macroscópico são muito semelhantes à neoplasia. Portanto, o tratamento cirúrgico muitas vezes é a melhor opção.

Conclusão: O presente relato demonstra um caso pseudo‐tumor em paciente com doença de crohn, que encontrava‐se em terapia biológica.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools