Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 47 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 47 (October 2017)
TL11‐108
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.407
Open Access
QUALIDADE DE VIDA EM PACIENTES PORTADORES DE COLOSTOMIA ABDOMINAL TEMPORÁRIA
Visits
...
Mauricio Guerra
Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (Emescam), Vitória, ES, Brasil
Article information
Full Text

Objetivo: Analisar a qualidade de vida (QV) de pacientes com colostomia abdominal temporária (CAT) nos domínios físico, psicológico, relações sociais e meio ambiente, atendidos no Ambulatório de Reversão do Estoma do Hospital Santa Casa de Misericórdia de Vitória (ES) (ARE‐HSCMV).

Método: O questionário genérico WHOQOL‐bref, composto por 26 questões, 24 referentes a quatro domínios (físico, psicológico, relações sociais e meio ambiente) e dois gerais para QV e saúde geral, foi aplicado em 50 pacientes com CAT. Para a análise dos dados, foi usado o software SPSS, conforme orientação da Organização Mundial de Saúde.

Resultados: A avaliação da QV nos portadores de CAT, atendidos no ARE‐HSCMV, mostra que a média dos escores dos domínios do WHOQOL‐bref variou entre 49,00 (± 17,63) e 65,17 (± 19,90). O maior escore foi encontrado no domínio relações sociais (65,17±19,90) e o menor no domínio físico (49,00±17,63). Os valores indicam uma melhor avaliação da QV nos domínios psicológico (60,42±20,52) e relações sociais (65,17±19,90), comparados com os domínios físico (49,00±17,63) e meio ambiente (50,31±17,50). Esses valores são inferiores aos encontrados em uma população sadia do sul do Brasil, o que pressupõe ser a QV inferior nos pacientes colostomizados. Apesar de não existirem valores entre os escores dos domínios do WHOQOL‐bref para classificar a QV em boa, regular e ruim, a avaliação dos escores da QV neste estudo pressupõe ser a QV considerada média nos pacientes com CAT atendidos no HSCMV, com maior impacto no domínio físico.

Conclusão: A presença da CAT exerce influência negativa na QV, considerada média, com fortes consequências nos domínios físico e meio ambiente.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools