Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 181-182 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 181-182 (November 2019)
805
Open Access
Quando menos e mais no tratamento neoadjuvante de tumor de reto: radioterapia de intensidade modulada “short course” com quimioterapia de consolidação aumenta taxa de resposta completa
Visits
...
L.C. Duraes, J. Efron, S. Gearhart, S. Fang, C. Atallah, A. Gabre‐Kidan, H. Chung, B. Safar
Johns Hopkins Hospital, Baltimore, Estados Unidos
Article information
Full Text

Área: Doenças malignas e pré‐malignas dos cólons, reto e ânus

Categoria: Estudo clínico não randomizado

Forma de Apresentação: Tema Livre (apresentação oral)

Objetivo(s): A radioquimioterapia neoadjuvante seguida de cirurgia é o padrão ouro para tratamento do câncer retal localmente avançado. O regime convencional neoadjuvante consiste em quimiterapia associada à radioterapia “long course“. Um novo regime de radioterapia de intensidade modulada “short course” com quimioterapia de consolidação vem sendo utilizado em nosso serviço. Nosso objetivo foi avaliar a taxa de resposta tumoral deste novo regime em nossa instituição.

Método: Pacientes que receberam radioterapia de intensidade modulada neoadjuvante “short course”com quimioterapia de consolidação entre agosto de 2017 e julho de 2018 para o tratamento de adenocarcinoma reto foram avaliados. O tratamento radioterápico neoadjuvante consistiu em 25Gy de radiação divididos em 5 frações diárias de 5Gy. Após 2 semanas de intervalo, os pacientes receberam quimioterapia sistêmica (FOLFOX ‐ 4 ciclos/8 semanas). Os pacientes foram reavaliados 4 semanas após o término da quimioterapia com sigmoidoscopia flexível e ressonância magnética. Pacientes com resposta clínica completa foram submetidos a tratamento cirúrgico ou “Watch and Wait”. Pacientes com resposta clínica incompleta foram submetidos a tratamento cirúrgico. Nos pacientes submetidos a cirurgia, a resposta tumoral ao tratamento neoadjuvante foi avaliada por um patologista gastrointestinal.

Resultados: Entre agosto de 2017 e julho de 2018, 21 pacientes com câncer retal localmente avançado receberam radioterapia de intensidade modulada “short course“comquimioterapia de consolidação. No estadiamento pré operatório por ressonância magnética, 17 pacientes apresentavam doença estádio 3 (Tx N1‐2), e 4 pacientes apresentavam doença estádio 2 (T3‐4 N0). Na reavaliação após neoadjuvância por ressonância, 8 pacientes apresentaram resposta completa, 5 pacientes apresentaram doença estádio 1 (T1‐2N0), 2 pacientes apresentaram doença estádio 2 (T3‐4 N0) e 6 pacientes apresentaram doença estádio 3 (Tx N1‐2). Na reavaliação endoscópica, 9 pacientes apresentavam resposta completa. Cinco pacientes com resposta clínica completa optaram por Watch and Wait, e 1 paciente apresentou recorrência da doença. Dos 16 pacientes submetidos a cirurgia, 6 apresentaram resposta patológica completa (TRG 0), 8 apresentaram resposta parcial (2 pacientes TRG 1 e 6 pacientes TRG 2), e 2 pacientes não apresentaram resposta a neoadjuvância (TRG3). A taxa final de resposta completa do tumor de reto em nosso serviço após radioterapia “short course” com quimioterapia de consolidação foi de 47,6% (10/21) levando‐se em conta 6 pacientes com resposta patológica completa e 4 pacientes com resposta clínica completa sustentada após um ano de seguimento.

Conclusão(ões): Radioterapia neoadjuvante “short course” com quimioterapia de consolidação para o tratamento de adenocarcinoma de reto está associada a alta taxa de resposta completa. Esse tratamento oferece a vantagem da terapia sistêmica durante a neoadjuvância e parece ser no mínimo tão eficaz quanto o tratamento convencional.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools